clique aqui e encontre um template com a sua cara - template for blogger»

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

HERÓIS EM AÇÃO: MULHER-MARAVILHA



    A expresso pedido da minha excelsa esposa (fã confessa da Princesa Amazona), apresento a informação essencial sobre uma das personagens de charneira da editora DC, cujos poderes e popularidade rivalizam com os do próprio Super-homem. Senhoras e senhores, abram alas para a Mulher-Maravilha (Wonder Woman)!
Criador: William Moulton Marston (também conhecido pelo pseudónimo Charles Moulton)
Primeira aparição: All Star Comics nº8 (dezembro de 1941)
Publicada por: Detective Comics (DC)
Nome verdadeiro: Diana (em homenagem à deusa da caça dos romanos)
Identidade civil: ocasionalmente Diana Prince
Família conhecida: Rainha Hipólita (mãe)
Origem: Themyscira (vulgo Ilha Paraíso)
Filiação: Liga da Justiça (membro fundador)
Base de operações: móvel
Poderes e habilidades: agraciada com a força de Gaia, a entidade da própria Terra, a Mulher-Maravilha é uma das mais poderosas super-heroínas do planeta, juntamente com Superman, Ajax e o Capitão Marvel. Ela pode voar a velocidades supersónicas e é ágil o suficiente para ricochetear balas com as suas braceletes de prata. Também possui superforça, supervelocidade e um laço mágico que obriga quem nele for envolvido a falar a verdade. Apesar do seu poder de voo, em tempos a Mulher-Maravilha deslocava-se num jato invisível (!). Consegue também comunicar com o mundo animal.

    Criada por um psicólogo feminista excêntrico que é também o inventor do polígrafo (vulgo detetor de mentiras e daí o uso de um laço mágico que obriga as pessoas a falarem a verdade), a Mulher-Maravilha é Diana, filha de Hipólita e ex-princesa das Amazonas de Themyscira.
   Na versão original, como as Amazonas não podiam ter contacto físico com os homens, a deusa Afrodite deu vida à estatueta de barro de uma criança, esculpida por Hipólita. Na reformulação feita a partir de 1985, ficou estabelecido que Diana é a reencarnação do espírito de uma criança que morreu no útero materno há quase 30.000 anos, trazida à vida pelas deusas gregas para combater os planos de Ares, o Deus da Guerra.
    Agraciada com poderes especiais por vários deuses Olimpianos, Diana secretamente participou num torneio destinado a encontrar a mais digna das Amazonas, que se iria confrontar com o maléfico Deus da Guerra. Ela venceu e, como campeã de Themyscira, derrotou Ares, antes que este pudesse deflagrar um holocausto nuclear.
   Chamada de "Mulher-Maravilha" pela imprensa (recebendo o mesmo nome que sua mãe, que posteriormente viajou de volta no tempo para a época da Segunda Guerra Mundial, onde usou o nome e o manto da Mulher-Maravilha), Diana tornou-se a embaixadora de Themyscira para o mundo exterior, chamado de "mundo do patriarcado" pelas Amazonas.
   Em Portugal e no Brasil, também já foi chamada de "Supermulher" (pela editora Orbis) e "Miss América" (EBAL). Só após a exibição da lendária série televisiva (1976-79), estrelada pela deslumbrante Lynda Carter é que a personagem passou a ser tratada pelo nome correto.
   Além da participação em várias séries e filmes de animação, correm rumores de que estará em fase de pré-produção um filme da Mulher-Maravilha (ainda sem data de estreia prevista), tendo, segundo consta, sido sondadas várias atrizes para incarnarem a Princesa Amazona no grande ecrã: Jessica Biel, Catherine Zeta-Jones e até Beyoncé Knowles.

Sem comentários:

Enviar um comentário