clique aqui e encontre um template com a sua cara - template for blogger»

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

ETERNOS: ALEX RAYMOND (1909-1956)

   
    Presto hoje o meu humilde tributo póstumo a um dos melhores desenhistas da história  da BD que, entre outras personagens memoráveis, criou o lendário Flash Gordon. Embora haja partido há 55 anos, a sua arte imortalizou-o, fazendo de Alex Raymond um Eterno.
   Alex Raymond (nascido Alexander Gillspie Raymond a 2 de outubro de 1909 em New Rochelle, Nova York) foi o criador de personagens como Rip Kirby(1946), Agente Secreto X-9 (1934) e Flash Gordon (1934). O seu virtuosismo e realismo nos desenhos inspirou o estilo de vários artistas, incluindo Bob Kane (criador de Batman) e Jack Kirby (co-criador do Capitão América), entre outros. Fã confesso de Flash Gordon (à semelhança deste humilde escriba), também George Lucas admitiu ter sido fortemente influencido pelas histórias do heroi aquando da produção da saga Star Wars
    Desde criança que Alex Raymond foi incentivado pelo pai a desenvolver e aprimorar o seu talento artístico.
    Depois de alguns trabalhos como assistente no início da década de 1930, nas séries Tim Tyler's Luck e Tillie the Toiler, Raymond alcançou a notoriedade quando foi contratado em 1934 para desenhar Flash Gordon, um personagem concorrente de Buck Rogers, o primeiro heroi  espacial. Para completar a página, ele desenhou Jungle Jim, inspirado nas aventuras de Tarzan na selva africana. Com efeito, as suas novas personagens pareciam criadas por encomenda para concorrerem com outras já existentes. Por exemplo: Jungle Jim surge para fazer frente ao êxito de Tarzan; o Agente X-9 a Dick Tracy e Flash Gordon a Buck Rogers. Esta semelhança levou Johnny Weissmuller (o campeão olímpico de natação e o eterno Tarzan no cinema)a dar vida também a Jungle Jim. Por seu lado, também Buster Crabber, o primeiro ator que interpretou Flash Gordon, encarnou a figura de Tarzan no grande ecrã.
   Após os êxitos nos anos 1930 e início dos anos 1940, Raymond interrompeu em 1944 a carreira para lutar na Segunda Guerra Mundial, servindo como fuzileiro nas batalhas do Pacífico. Ao retornar da guerra,  retomou o trabalho artístico anterior, criando outra personagem de sucesso internacional: Rip Kirby, um intrépido detetive privado. Por esse trabalho ele recebeu o prémio Reuben em 1949, concedido pela National Cartoonists Society.
    A 6 de setembro de 1956, Raymond morreu na sequência de um acidente de automóvel em Westport, Connecticut. Era conhecida a sua paixão pela velocidade e daí ter embatido contra uma árvore quando circulava a uma velocidade duas vezes superior à permitida.
   Apesar do seu trabalho raramente ter sido visto fora das páginas dos jornais (onde publicava as tiras diárias contendo as aventuras das suas várias personagens), o seu traço "fotorealístico" continua a encantar leitores de várias gerações e a inspirar desenhistas e cartunistas atuais.

O eterno duelo entre Flash Gordon e o Imperador Ming desenhado por Alex Raymond.

Sem comentários:

Enviar um comentário