clique aqui e encontre um template com a sua cara - template for blogger»

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

NÉMESIS: MAGNETO




     Abram alas para o mestre do magnetismo, para o ativista radical da causa mutante, para um dos mais carismáticos (e temíveis) supervilões do universo Marvel: MAGNETO!
     Inimigo primordial dos X-Men, Magneto foi, em tempos, amigo e companheiro do mentor da equipa, o Professor Charles Xavier. Ambos lutaram pela causa mutante, cada um à sua maneira. Xavier e Magneto foram, com efeito, decalcados de duas personagens históricas: Martin Luther King e Malcom X, defensores dos direitos cívicos da população afro-americana na década de 1960. Enquanto o primeiro levou a cabo uma campanha não violenta e de amor ao próximo, sonhando com o dia em que as diferentes raças coabitariam pacifamente, o segundo enveredou pelo racismo e pela violência. As posições de ambos estão plasmadas, respetivamente, em Charles Xavier e em Magneto. Ao contrário do seu ex-amigo, Magneto defende que a Humanidade deve ser subjugada (ou mesmo exterminada) para assim permitir a ascensão do homo superior que ele considera ser o próximo estágio evolutivo, sendo portanto o homo sapiens uma espécie obsoleta e inferior.
      Entre outras coisas, numa daquelas ironias em que a BD é tão profícua, Magneto é também o pai de três super-heróis: Mercúrio, Feiticeira Escarlate e Polaris (esta última foi em tempos uma X-Man e herdou uma fração dos poderes magnéticos do progenitor).

Criadores: Stan Lee e Jack Kirby
Primeira aparição: X-Men nº 1 (setembro de 1963)
Licenciadora: Marvel Comics
Identidade civil: Erik Magnus Lehnsherr (nascido Max Eisenhardt)
Origem: desconhecida
Família conhecida: Magda (esposa cujo paradeiro é desconhecido), Anya (filha falecida), Wanda Maximoff,  Pietro Maximoff e Lorna Dane (filhos)
Filiação: Irmandade dos Mutantes,  Acólitos, Clube do Inferno, etc.
Poderes e habilidades: Magneto possui o poder de controlar todas as formas de magnetismo. Isso permite-lhe voar, gerar campos magnéticos de elevada resistência e manipular metais em qualquer estado (líquido, sólido, etc.). Desconhece-se, porém, se os seus poderes têm origem psiónica ou biológica.   
   
    Nascido Max Eisenhardt, Magneto e a sua família foram perseguidos pelos nazis durante a II Grande Guerra por serem de origem judaica. Depois de ver todos os seus familiares serem mortos, foi mandado para o campo de concentração de Auschwitz. Foi  lá que conheceu uma cigana chamada Magda, e os dois fugiram do campo  durante uma revolta. Com muita dificuldade, ele reconstruiu a sua vida, teve uma filha com Magda, Anya, e passou a atender pelo nome "Magnus". Apesar de ser chantageado por um capataz a dar metade do seu salário para manter o seu emprego, o casal vivia tranquilamente numa vila russa. Ao recusar-se a continuar a aceitar a chantagem, Magnus teve sua casa incendiada por esse mesmo capataz perante a indiferença dos vizinhos. Após ver sua filha ser queimada viva, ele utilizou os seus dons de controlo do magnetismo para matar todos que estavam no local, revelando publicamente os seus poderes mutantes pela primeira vez.
    Chocada com a cena, Magda  abandona-o, sem que ele soubesse que ela estava grávida de gémeos: um menino igual ao pai (Pietro) e uma filha igual a mãe (Wanda). Logo após o parto, Magda fugiu, deixando as crianças aos cuidados de um cigano de nome Django Maximoff. As mesmas crianças que, anos depois, desenvolveriam habilidades mutantes e assumiriam as identidades de Mercúrio e Feiticeira Escarlate.
    Num hospital em Israel,  Magnus conheceu o Professor Charles Xavier. Os dois tornaram-se aliados, a despeito das suas posições antagónicas sobre o futuro dos mutantes. Depois de  ambos resgatarem uma amiga mútua, Gabrielle Haller, do Barão Strucker, Magnus apoderou-se da reserva de ouro do vilão e  separou-se de Charles passando a assumir o nome de Magneto. Desde então, ele abandonou a crença na Humanidade, passando a acreditar que somente dominando-a, os mutantes poderiam assegurar a sua sobrevivência. Magnus passa a atuar como terrorista, lutando a favor dos mutantes contra a Humanidade. N sua primeira aparição pública, ele entra em conflito com a formação original dos X-Men (também na sua primeira missão), ao tentar roubar mísseis nucleares americanos.
     Pouco depois, funda a sua própria equipa de mutantes superpoderosos: a Irmandade dos Mutantes.
     A fim de bloquear os ataques telepáticos de Xavier, Magneto usa um capacete psiónico. Certa vez, quase matou Wolverine depois de lhe extrair o adamantium (metal fictício) que recobre o seu esqueleto.
     Na primeira trilogia de X-Men no cinema, coube ao conceituado ator Ian McKellen usar o manto do mestre do magnetismo. Já em "X-Men: First Class" (2011), o vilão é representado por Michael Fassbender.

Sem comentários:

Enviar um comentário