clique aqui e encontre um template com a sua cara - template for blogger»

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

NÉMESIS: BRAINIAC

    


    Quem pensa que o Super-homem não tem inimigos à altura, é porque não conhece Brainiac. Dotado de um dos mais desenvolvidos intelectos do Universo, o coluano tem um passatempo bizarro: roubar e engarrafar cidades alienígenas antes de pulverizar os respetivos planetas.

Nome original: Brainiac (combinação das palavras inglesas "brain" (cérebro) e "maniac" (maníaco) e vagamente inspirado em ENIAC, nome de um antigo computador)
Criadores: Otto Binder (escritor) e Al Plastino (arte)
Primeira aparição:Action Comics nº 242 (julho de 1958)
Licenciador: Detective Comics (DC)
Alter ego: Vril Dox/Milton Fine
Origem: Colu
Parentes conhecidos: Brainiac 5 (trineto)
Base de operações: Todo o Cosmos
Poderes e armas:Brainic possui uma inteligência de nível 12 à qual estão associadas uma memória computorizada e uma extraordinária habilidade nos campos da engenharia mecânica e da bioengenharia. Ao longo da sua existência, o vilão apropriou-se de muita tecnologia alienígena que lhe permitiu construir todo o tipo de armas e máquinas. A criação e manipulação de sistemas informáticos é outra das suas habilidades. Na sua versão mais recente, Brainiac consegue replicar os poderes do Super-homem embora seja vulnerável a infeções bacteriológicas quando fora de ambientes controlados como o da sua nave.

      Desde a sua primeira aparição, em julho de 1958, Brainiac já teve várias encarnações. Na maior parte delas, surge como um humanoide careca e de pele verde originário do planeta Colu. Como cartão de visita, além de ser portador de uma das mentes mais evoluídas e maléficas do Universo, é também o responsável pelo furto e posterior engarrafamento de Kandor, a capital de Krypton, o mundo natal do Super-homem.
    Foi justamente com o propósito de roubar e engarrafar Metrópolis que Brainiac visitou pela primeira vez a Terra. Contudo, foi impedido pelo Último Filho de Krypton que descobriu então que fora o coluano que sequestrara Kandor e o seus habitantes. Resgatada a cidade da nave do vilão, o Super-homem guardou-a em segurança na sua Fortaleza da Solidão, na esperança de um dia conseguir reverter os efeitos do raio encolhedor de Brainiac.

Brainiac estreou-se em Action Comics nº242 (1958).

      Em 1983, em plena Idade do Bronze dos comics e sob os auspícios do renomado argumentista Marv Wolfman, a personagem foi reinventada. Nesta sua versão atualizada, Brainiac assumia uma forma robótica e construía uma gigantesca nave cibernética que planeava usar para destruir o Homem de Aço. Foi esta versão que prevaleceu até à Crise nas Infinitas Terras.
       No período pós-Crise a sua origem foi novamente reformulada. Brainiac passou então a ser Vril Dox, um brilhante cientista coluano sentenciado à morte depois de ter tentado derrubar os Computadores Tiranos que governavam Colu. Momentos antes da sua desintegração, a sua consciência abandonou o seu corpo e migrou para o corpo de Milton Fine, um mentalista humano que ganhava a vida sob o pseudónimo Brainiac. Para manter a possessão de Fine, Brainiac necessitava de fluido craniano, pelo que embarcou numa espiral de assassínios. Pelo meio, descobriu que o seu hospedeiro humano possuía genuínas habilidades psíquicas, as quais não hesitou em usar contra o Super-homem.
       Capturado por Lex Luthor (com quem firmou várias alianças ao longo da sua carreira criminosa),  Brainiac usou os seus poderes mentais para dominar a LexCorp, obrigando os seus cientistas a restaurar o seu aspeto coluano.
       Mais recentemente, no arco de histórias "New Krypton" (2008), Brainiac miniaturiza a cidade kryptoniana de Kandor que manterá em seu poder durante muitos anos. Na sua chegada à Terra, após sequestrar o Super-homem e a Supergirl, o coluano encolhe também Metrópolis para assim a adicionar à sua coleção de cidades engarrafadas onde vivem os últimos sobreviventes de civilizações alienígenas extintas pelo vilão.
        Eleito o 17º melhor vilão dos comics pelo site IGN, Brainiac é presença assídua em outros media. No cinema, era suposto ter sido o mau da fita no intragável Superman III (sobre o qual escreverei numa nova rubrica a lançar brevemente). No entanto, o guião original foi rejeitado pela Warner Brothers e o Homem da Aço enfrentou um supercomputador vivo e os apupos dos fãs.
        Na quinta temporada da série Smallvile, Brainiac, interpretado por James Marsters, assume a identidade do professor universitário Milton Fine. Também participou em diversas séries animadas da DC como  The New Adventures of Superman, Challenge of the Super Friends, Justice League, etc. Brainiac foi também o principal vilão no vídeojogo Justice League Heroes, um dos muitos em que participou desde 1988 quando se estreou no jogo do Super-homem produzido pela Taito Corporation.
O Brainiac robótico pré-Crise.

2 comentários:

  1. Bem, esta personagem já teve mais visuais que o Hulk do FCP :)

    ResponderEliminar
  2. Ainda assim, perda na comparação com o CR7. ;)

    ResponderEliminar