clique aqui e encontre um template com a sua cara - template for blogger»

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

NÉMESIS: RAINHA BRANCA

    
       Uma das mais voluptuosas vilãs dos quadradinhos, a Rainha Branca é também uma mutante dotada de grandes poderes telepáticos, rivalizando com o próprio Professor Xavier. Fiquem agora a conhecer um pouco melhor esta antagonista dos X-Men...

Nome original: White Queen
Primeira aparição: X-Men nº129 (1979)
Criadores: Chris Claremont e John Byrne
Licenciador: Marvel Comics
Identidade civil: Emma Grace Frost
Naturalidade: Boston (EUA)
Parentes conhecidos:Winston e Hazel Frost (pais); Cordelia, Christian e Adrienne Frost (irmãos).
Filiação: Clube do Inferno, Satânicos, Geração X, X-Men.
Poderes e habilidades:Telepatia, sendo capaz de ler mentes, projetar pensamentos, implantar ilusões em mentes alheias e projetar uma forma astral. Recentemente, desenvolveu uma segunda mutação, sendo capaz de transformar-se num estado de diamante orgânico, tornando a sua pele aparentemente indestrutível. Nesta forma, ela é privada de sentimentos e do uso das suas habilidades telepáticas.

Biografia: Nascida numa família rica e aristocrática de Boston, Emma Grace Frost é a segunda filha entre três irmãs. Também possui um irmão, Christian, que era ignorado pelo seu pai devido à sua homossexualidade. Isto levou-o a consumir drogas a e ter problemas psiquiátricos.As três meninas eram muito introspetivas e  na adolescência desenvolveram poderes mutantes. Chegado o momento de escolher um sucessor para ser treinado, o patriarca Frost surpreendeu todos ao escolher a pequena e rebelde Emma. A surpresa maior foi Emma recusar o convite, decidindo trilhar o seu próprio caminho com apenas 400 dólares.
             Quando o Clube do Inferno, uma organização que reúne a nata dos empresários, estava a selecionar dançarinas, Emma  candidatou-se, provavelmente graças à sua ligação a Harry Leland. Vestindo o que se tornaria o seu traje de Rainha Branca, Emma usou a sua telepatia para manipular os juízes e assim conseguir o emprego. Quando se encontrou com Sebastian Shaw (que mais tarde se tornaria o seu mentor) Emma iniciou uma escalada até ao topo da hierarquia do clube que culminaria com a sua escolha para Rainha Branca.
            Paralelamente ao Clube do Inferno, Emma herdou, além de uma pequena fortuna, a administração da Frost Enterprises onde teve uma ascensão meteórica no mundo dos negócios com a ajuda da sua telepatia. Tornou-se ainda a diretora da Academia Massachussets, originalmente uma escola preparatória comum.
           No Clube do Inferno, Emma envolveu-se com Sebastian Shaw e juntos planearam o golpe que os colocaria na liderança do Círculo Interno da organização que possuía objetivos obscuros de dominação mundial por meios económicos e políticos. Após o golpe, Emma foi promovida a Rainha Branca e Shaw a Rei Negro e os mutantes dominaram o Circulo Interno, em detrimento dos associados humanos. Para reforçar a sua influência entre os mutantes, Emma Frost recrutou na sua escola os Satânicos, jovens geneticamente dotados.
          A Rainha Branca encontrou os X-Men pela primeira vez quando, em vão, tentou recrutar Kitty Pryde para a sua equipa de alunos mutantes. Após isso, reencontrou, muitas vezes como adversários, os X-Men e a sua equipa de alunos: os Novos Mutantes.
Uma das muitas histórias em que enfrentou os X-Men.

         Após a dissolução do Clube do Inferno e, à semelhança de Charles Xavier, Frost passou a dirigir uma academia para mutantes em parceria com Banshee (antigo X-Man) onde treinava jovens no uso das suas capacidades super-humanas. Nascia assim a Geração X.
         Mais tarde, Emma mudou-se para a nação mutante de Genosha e passou a lecionar lá. Após um ataque dos Sentinelas que devastou a ilha, Emma foi uma das poucas sobreviventes graças à sua mutação secundária que lhe permite recobrir o corpo de diamante orgânico. Resgatada dos escombros pelos X-Men, Emma Frost acabou por se aliar aos seus antigos inimigos. Devido ao seu caráter dúbio, desconhece-se, todavia, se o fez a fim de se redimir dos seus pecados passados ou se movida por um qualquer desígnio maligno.
          Exemplo perfeito de frieza e calculismo, Emma Frost é muitas vezes sarcástica e aprecia o humor negro.
         A Rainha Branca já marcou presença no grande ecrã em três ocasiões: a primeira, no filme Generation X (1996), interpretada pela atriz Finola Hughes; em 2009 surgiu em X-Men Origins: Wolverine cabendo o papel à atriz Tahyna Tozzi; mais recentemente, abrilhantou X-Men: First Class (2011), desta feita corporizada pela deslumbrante January Jones. Participou também em várias séries de animação estreladas pelos X-Men como, por exemplo, Wolverine and The X-Men. Já no universo dos videojogos, a Rainha Branca foi personagem jogável em X-Men Legends (PS2).
January Jones como Emma Frost em X-Men: First Class.

3 comentários:

  1. Esta vilã já conhecia do filme dos X-Men de 2011 e tive o privilégia de alguém me elucidar acerca da sua origem :).
    É intrigante.

    ResponderEliminar
  2. A 1a história com ela é só a Saga da Fénix Negra,no qual ela faz a estreia da sua Lingerie :D

    ResponderEliminar
  3. É com enorme nostalgia que recordo a época aúrea dos X-Men que teve o seu corolário com a saga da Fénix Negra. Já não se produz material com essa qualidade...

    ResponderEliminar