clique aqui e encontre um template com a sua cara - template for blogger»

segunda-feira, 16 de abril de 2012

DO FUNDO DO BAÚ



          Se "Crise nas Infinitas Terras" revolucionou o universo DC, "Lendas" serviu, essencialmente, para reintroduzir na nova cronologia oficial algumas das personagens mais emblemáticas da editora, como a Mulher-Maravilha, o Capitão Marvel e a nova Liga da Justiça. Vítimas de uma maquiavélica cabala orquestrada por Darkseid, os heróis foram sujeitos a uma prova de fogo da qual acabaram por sair revigorados.

Título: Lendas (minissérie mensal em seis edições)
Data: julho a dezembro de 1988
Licenciadora: Detective Comics
Editora: Abril Jovem
Argumento: John Ostrander e Len Wein
Arte: John Byrne
Número de páginas: 52 por edição
Formato: 13,5 cm x 19 cm, colorido, lombada agrafada
Publicada originalmente em: Legends nº1 a 6 ( EUA, 1986/87)

Darkseid, o mentor da "Operação Humilhação".

Sinopse: O enredo de "Lendas" faz lembrar a história bíblica de Job e serviu vagamente  de inspiração para a décima e última temporada da série televisiva Smallville. À semelhança da narrativa bíblica, Darkseid aposta com o Vingador Fantasma que conseguirá voltar a humanidade contra os seus heróis. Para pôr em prática o seu plano, batizado de "Operação Humilhação", Darkseid envia à Terra um dos seus esbirros, Glorioso Godfrey. No nosso mundo, ele assume a identidade humana G. Gordon Godfrey e usa os seus poderes mentais para manipular as massas que escutam a sua inflamada retórica anti-heroica. Um dos argumentos mais enfatizados por G. Gordon Godfrey é o de que a dependência da humanidade relativamente a criaturas superpoderosas a enfraqueceu. A sua nefasta influência logo se dissemina por todo o país e, num ápice, surgem turbas violentas que atacam os super-heróis.
               Não satisfeito, Darkseid envia à Terra Enxofre, uma monstruosa criatura de fogo que, de uma assentada, derrota uma desfalcada Liga da Justiça, Cósmico e Estelar.

O monstruoso Enxofre.

              Entretanto, entra  em cena o doutor Bedlam - também ele assecla de Darkeseid - com o propósito de destruir a autoconfiança de alguns dos mais poderosos super-heróis. O seu alvo primário é, nada mais nada menos, do que o Capitão Marvel. Transferindo a sua consciência para um autómato chamado Macro-Man, o doutor Bedlam ataca Fawcett City, a cidade natal do Mortal Mais Poderoso do Mundo. Na batalha que se segue entre ambos, Macro-Man, após uma violenta explosão, parece morrer e os meios de comunicação social culpam o Capitão Marvel pelo sucedido.
              Acreditando ter, efetivamente, tirado a vida a outro ser humano, Billy Batson jura não mais voltar a usar os poderes de SHAZAM e perde a fé em si mesmo enquanto protetor da humanidade. Na verdade, foi Darkseid quem programou a autodestruição de Macro-Man com o intuito de assim neutralizar um dos campeões da Terra.
              A aparente morte de Macro-Man às mãos do Capitão Marvel enche as parangonas dos jornais e lança mais achas para a fogueira retórica incansavelmente ateada por G. Gordon Godfrey que aproveita para instigar a população a perseguir e atacar os seus antigos ídolos. À medida que a tensão aumenta são formadas, um pouco por todos os Estados Unidos, milícias populares para linchar qualquer herói uniformizado. Em consequência disso, Robin (Jason Todd) é espancado por uma multidão em fúria.
              A escalada de violência não cessa de crescer e o Presidente Reagan, receando uma vaga de pânico, vê-se obrigado a decretar a proibição de toda e qualquer atividade meta-humana. A comunidade super-heroica fica assim legalmente impedida de usar os seus superpoderes e uniformes. Esta medida, contudo, resulta numa escalada do crime já que os malfeitores (especialmente os supervilões) podiam atuar a seu bel-prazer sem receio de represálias.
              Desagradados com a decisão presidencial, alguns membros do governo criam em segredo o Esquadrão Suicida, um grupo de ex-supervilões que, na sua primeira missão, derrota Enxofre e perde um dos seu integrantes.
              Face aos caos instalado e à iminente vitória de Darkseid, o Senhor Destino intervém para repor a harmonia cósmica. Quando G. Gordon Godfrey pretendia comandar uma invasão dos seus seguidores a Washington, DC, Destino reúne Super-homem, Batman, Capitão Marvel,  Guy Gardner, Canário Negro, Besouro Azul,  Flash e Mutano (ambos dos Novos Titãs) para exporem o embuste de Godfrey. A eles junta-se ainda Ajax, o Caçador de Marte e a Mulher-Maravilha. Juntos, os heróis derrotam Godfrey e os Cães de Guerra de Darkseid.

G. Gordon Godfrey, um orador diabólico.

              O controlo mental de Godfrey sobre as massas só é, porém, quebrado quando Robin, entretanto saído do hospital, se junta a uma multidão de crianças não afetadas pelos poderes do vilão e que formam um cordão protetor em redor dos heróis acuados. Quando Godfrey esbofeteia uma menina que o confronta, a multidão desperta. Em desespero, o vilão apodera-se do elmo místico do Senhor Destino. Ao colocá-lo, porém, a sua mente não resiste à enxurrada de conhecimento e Godfrey fica catatónico.
             No final, Batman, Besouro Azul, Ajax, Canário Negro, Guy Gardner,  Capitão Marvel e o próprio Senhor Destino decidem formar uma nova versão da Liga da Justiça. Ao passo que o Super-homem e o Flash declinam o convite para se juntar à equipa, Mutano opta por se manter nos Novos Titãs e a Mulher-Maravilha discretamente desaparece.
Só a intervenção do Sr. Destino impede o pior.


                 

3 comentários:

  1. Muito fixe. Quando acabar de ler Secret Wars vou ler Lendas. Posso? :)

    ResponderEliminar
  2. Ainda perguntas? É sempre um prazer para mim compartilhar esse material maravilhoso com a minha excelsa esposa. Considera isto um estímulo adicional para terminares "Secret Wars".;)

    ResponderEliminar
  3. Vou terminar Secret Wars logo que possível.

    ResponderEliminar