clique aqui e encontre um template com a sua cara - template for blogger»

segunda-feira, 21 de maio de 2012

HERÓIS EM AÇÃO: VIÚVA NEGRA



     Ex-espia soviética com um passado nubloso e moralidade ambígua, a Viúva Negra é uma das mais belas e letais super-heroínas da banda desenhada. Ao longo da sua carreira, integrou vários grupos e organizações: S.H.I.E.L.D., Campeões e, claro, Os Vingadores.

Nome original: Black Widow
Primeira aparição: Tales of Suspense nº52 (abril de 1964)
Criadores: Stan Lee (argumento) Don Rico (texto) e Don Heck (arte)
Licenciadora: Marvel Comics
Identidade civil: Natalia "Natasha" Alianovna Romanova (também conhecida como Natasha Romanoff)
Origem: Estalinegrado (atual Volvogrado), Rússia
Parentes conhecidos: Ivan Petrovitch (pai adotivo)
Base de operações: Móvel
Filiação: KGB, S.H.I.E.L.D., Campeões, Vingadores, Thunderbolts, Marvel Knights, Vingadores Secretos, etc.
Poderes e armas: Treinada pelo KGB para ser uma assassina de elite, a Viúva Negra, mesmo não possuindo qualquer superpoder, é uma atleta de eleição e uma exímia lutadora corpo a corpo, dominando várias artes marciais. É também uma especialista em armamento e espionagem. Usa habitualmente um par de braceletes (desenvolvidas por cientistas soviéticos e ulteriormente aperfeiçoadas pela S.H.I.E.L.D.) que disparam rajadas eletroestáticas cuja potência pode atingir os 30 mil volts. No seu arsenal conta ainda com ganchos, cápsulas de gás lacrimogéneo, discos com cargas explosivas e o recente "Beijo da Viúva", um aerossol que deixa o oponente imediatamente inconsciente. Fabricado em tecido sintético, o seu uniforme dispõe de micro-ventosas nas luvas e nas botas que lhe permitem aderir a quase todo o tipo de superfícies.

A estreia da Viúva Negra em Tales of Suspense nº52 (1964).

Biografia: Do passado de Natasha Romanova pouco se sabe além de que nasceu na antiga cidade soviética de Estalinegrado e que os seus pais morreram num incêndio de causas desconhecidas quando ela era ainda uma criança. Ivan Petrovitch salvou-lhe a vida e perfilhou-a. Esta personagem seria introduzida, já na década de 1970, nas histórias da Viúva Negra, sendo Ivan apresentado como um motorista e confidente da ex-espia.  Num flashback, uma pequena Natasha Romanova é salva dos nazis, em 1941 na ilha de Madripoor, por Ivan Petrovitch, pelo Capitão América e pelo mutante Logan (que anos mais tarde se tornaria Wolverine).
                Numa versão revista da sua origem, Natasha Romanova foi acolhida e treinada desde a infância pelo Programa Viúva Negra na antiga União Soviética. Juntamente com outras órfãs, Natasha é treinada para combate e espionagem, sendo física e mentalmente aprimorada através da bioengenharia (explicando-se assim o seu envelhecimento retardado).  Como mestre tem o temível Soldado Invernal (um assassino ao serviço do ultrassecreto Departamento X), com quem se envolveria romanticamente.
               Todas as candidatas a Viúvas Negras receberam falsas memórias de modo a garantir a sua lealdade. Só muito posteriormente Natasha descobriria este facto.
               Já ao serviço do KGB, Natasha casou-se com o renomado piloto de testes Alexi Shotaskov. Quando o governo soviético decide fazer de Alexi o seu novo operacional, o Guardião Vermelho, é-lhe dito que nunca mais poderá contactar a sua esposa. A Natasha é comunicada a pretensa morte do marido durante uma missão secreta.
O primeiro uniforme da Viúva Negra.

              Incumbida de seduzir o industrial norte-americano Tony Stark (Homem de Ferro), a Viúva Negra não usava qualquer uniforme especial na sua primeira aparição. Fracassada a missão, Natasha é enviada aos Estados Unidos pela primeira vez onde conhece e se envolve com o Gavião Arqueiro. Juntos enfrentaram o Homem de Ferro, sendo derrotados. 
              Natasha tenta entretanto desertar para os EUA mas é impedida por outro agente do KGB. É então submetida a uma lavagem cerebral por parte da organização que tentara trair. Depois de, conjuntamente com outros vilões, enfrentar os Vingadores, acaba por ser admitida nas fileiras do grupo.
             Algum tempo depois, foi a vez de a organização de contra-espionagem S.H.I.E.L.D. a recrutar como agente freelance. Enviada à China numa missão clandestina, tem como adversário o Guardião Vermelho. Descobrir que o seu ex-marido estava, afinal, vivo e que fora ludibriada pelo KGB, deixa Natasha profundamente abalada e ressentida.
No final dos anos 80, a Viúva Negra renovou o visual.

Ao lado do Gavião Arqueiro, seu ex-amante e aliado.

             De regresso aos EUA, instala-se em São Francisco onde atua como uma super-heroína independente ao lado do Demolidor, o alter ego de Matt Murdock (com quem mantinha um tórrido romance). A coabitação entre ambos nem sempre foi,porém, fácil em virtude das suas diferenças morais: para o Demolidor a vida humana é sagrada e chocava-o que a sua parceira não partilhasse da sua filosofia.  Paralelamente, Natasha tenta, sem sucesso, iniciar uma carreira como estilista. Não tarda também a que a relação com Murdock esfrie e chegue ao fim. A amizade entre ambos, no entanto, perduraria.
             Seguiu-se nova mudança de cidade. Desta feita para Los Angeles, onde se tornaria a líder dos recém-fundados Campeões (ver "Heróis em Ação: Os Campeões"http://bdmarveldc.blogspot.pt/search?q=Campe%C3%B5es) . Durante esse breve período, a Viúva Negra viveu um fugaz romance com o seu colega de equipa, Hércules.
             Embora em 2004 tenha sido anunciada a pré-produção de um filme estrelado pela ex-espia soviética, apenas cinco anos depois, encarnada pela estonteante Scarlett Johansson em Iron Man 2, é que a Viúva Negra debutou no grande ecrã. Papel que repetiria com maior destaque em The Avengers (2012).
            A Viúva Negra já participou também em diversas séries de animação produzidas pela Marvel, tais como Iron Man: Armored Adventures ou The Avengers: Earth's Mightiest Heroes. Foram também lançadas várias action figures da personagem.
A Viúva Negra em The Avengers (2012).

1 comentário:

  1. Só conhecia a Viúva Negra dos filmes. Sabia alguns pormenores da personagem. Enriqueci um pouco mais a minha cultura em BD.
    Ótimo post.

    ResponderEliminar