clique aqui e encontre um template com a sua cara - template for blogger»

sexta-feira, 27 de julho de 2012

BD CINE APRESENTA: DEMOLIDOR




      Procurando replicar o sucesso dos filmes X-Men e Homem-Aranha, em 2003 a Marvel apostou forte na adaptação do Homem Sem Medo ao grande ecrã. Para a generalidade dos fãs e dos críticos, porém, não obstante o orçamento chorudo e o elenco de luxo, Demolidor foi um fiasco.

Título original: Daredevil
Ano: 2003
País: EUA
Duração: 103 minutos
Argumento e realização: Mark Steven Johnson
Elenco: Ben Affleck (Matt Murdock/Demolidor); Jennifer Garner (Elektra Natchios); Michael Clarke Duncan (Wilson Fisk/Rei do Crime); Colin Farrel (Bullseye)
Orçamento: 79 milhões de dólares
Receitas: 179,2 milhões de dólares
Trailer: http://marvel.com/videos/watch/211/daredevil_trailer

Demolidor, o Homem Sem Medo.
Sinopse: Matt Murdock é um advogado nova-iorquino cego que apenas aceita defender inocentes pro bono. A sua cegueira resultou de um acidente sofrido em criança quando os seus olhos foram salpicados por resíduos tóxicos. O acidente, porém, também amplificou os restantes sentidos do pequeno Matt, dotando-o ainda de uma espécie de sonar que lhe permite "ver" através de vibrações sónicas. Recriminado-se pelo sucedido, o pai de Matt (um ex-pugilista que trabalhava para o crime organizado) resolve regressar ao boxe. Ao recusar perder um combate combinado, Jack "The Devil" Murdock paga a ousadia com a sua própria vida às mãos do misterioso Rei do Crime (Kingpin no original).
              Para vingar o assassínio do seu pai, Matt passa a usar as suas habilidades para combater o crime sob a identidade de Demolidor.  Ao mesmo tempo que, nas salas de tribunal, procura incansavelmente fazer justiça. 
               Num encontro fortuito, Matt conhece Elektra Natchios, a graciosa filha de um empresário com ligações ao todo-poderoso Wilson Fisk (o qual secretamente controla o submundo do crime nova-iorquino). Quando o pai de Elektra revela a sua intenção de cessar os seus negócios com Fisk, este contrata o assassino psicótico que responde pelo nome de Bullseye (conhecido entre nós como Mercenário) para o eliminar.
Elektra, uma órfã em busca de vingança.
               O Demolidor tenta, em vão, impedir que Bullseye seja bem-sucedido na sua missão. Não só o vilão mata o pai de Elektra como consegue incriminar o Homem Sem Medo, levando a jovem órfã a jurar vingança em relação ao herói.
              Entretanto, o repórter Ben Urich, que há tempos vinha investigando as atividades do Demolidor descobre que ele e Matt Murdock são a mesma pessoa. Considerando que o herói tem feito um trabalho positivo, opta por não revelar publicamente a sua identidade. Alerta-o ainda para o facto de Elektra ser o novo alvo de Bullseye.
              A fim de salvar Elektra, o Demolidor parte no encalço de Bullseye. É, porém, atacado pela jovem, cujo domínio de várias artes marciais e sede de vingança a tornam uma adversária temível. Durante a refrega o Demolidor é ferido por Elektra e esta desmascara-o, ficando siderada ao descobrir que se trata do seu amante.
Bullseye, um assassino que nunca falhara antes de se cruzar com o Demolidor.
             Obrigada a enfrentar Bullseye sozinha, Elektra acaba por ser brutalmente assassinada pelo vilão.  Ferido, o Demolidor procura refúgio numa igreja local mas é perseguido pelo sicário. Segue-se uma violenta batalha entre ambos, durante a qual Bullseye descobre que os sons altos são a fraqueza do seu oponente. Quando se preparava para desferir um golpe fatal, o Demolidor bloqueia o ataque e coloca o vilão na linha de fogo de um sniper da polícia posicionado nas imediações. O disparo atravessa as mãos de Bullseye, neutralizando-o.
              Após descobrir que Wilson Fisk é o Rei do Crime e que fora ele quem matara o seu pai, o Demolidor vai até à  torre do vilão para confrontá-lo e trazê-lo à justiça. Embora se revele um exímio lutador, Fisk acaba derrotado pelo Homem Sem Medo. Não sem antes descobrir a sua identidade secreta. Com o vilão à sua completa mercê, o Demolidor optar por entregá-lo às autoridades em vez de o matar.
              Embora com o coração despedaçado pela perda de Elektra, Matt regressa à sua rotina quotidiana como advogado durante o dia e vigilante a coberto da noite. Ao encontrar um fio usado por Elektra no telhado do prédio onde se beijaram pela primeira vez, renasce a sua esperança de que a sua amada ainda esteja viva.
O impiedoso Rei do Crime.
Curiosidades:
- Além do habitual cameo de Stan Lee (cocriador do Demolidor e de várias outras personagens da Marvel), também Kevin Smith (que durante algum tempo escreveu as histórias do Homem Sem Medo) participa no filme no papel de um assistente de laboratório que fornece informações a Ben Urich a troco de dinheiro. São igualmente feitas várias referências a escritores e artistas de alguma forma ligados à personagem: Jack Kirby, John Romita Senior,Joe Quesada, Frank Miller, entre outros.
- Ben Affleck foi recomendado por Kevin Smith ao realizador Mark Steven Johnson para o papel de protagonista. Affleck já participara em vários filmes dirigidos por Smith e fora inicialmente cogitado para interpretar Bullseye.
- Apesar dos seus respeitáveis 132kg, foi pedido a Michael Clarke Duncan que ganhasse mais 40kg a fim de obter a imponente corpulência que o Rei do Crime possui nos quadradinhos. Para esse efeito, o ator teve de levantar pesos durante 30 minutos todos os dias e foi autorizado a comer tudo o que lhe apetecesse.
- Neve Campbell foi equacionada para o papel de Elektra.
- Demolidor foi o primeiro filme onde um efeito sonoro foi adicionado ao logótipo da Marvel nos créditos iniciais. Tornou-se usual nas produções subsequentes da editora.
Minha avaliação: 55% Este é um daqueles filmes que tinha tudo para dar certo mas que acaba por defraudar as expetativas. Talvez porque falta carisma a Ben Affleck para desempenhar um papel deveras exigente. Talvez porque a atmosfera sombria do filme o aproxime em demasia do Batman de Tim Burton. Talvez porque a trama é demasido linear, sendo, portanto, o desfecho previsível desde o início da película. Talvez porque o Demolidor seja um dos muitos super-heróis que não foram talhados para o grande ecrã. Talvez porque o argumento não explora devidamente a faceta mais humana do herói (Matt Murdock acaba por funcionar como um mero apêndice do Demolidor). Ou talvez apenas porque, depois de Homem-Aranha (2002), os fãs de super-heróis haviam colocado a fasquia demasiado elevada.
                             Na melhor das hipóteses, Demolidor é um filme sofrível com algumas cenas de ação bem conseguidas e um vilão que, em alguns momentos, ofusca o herói. Trata-se de um filme ideal para um serão caseiro numa tarde chuvosa de domingo. Ou para quem tem curiosidade em conhecer melhor o Homem Sem Medo mas não quer queimar as pestanas a ler a respetiva banda desenhada (ou o post que publicarei depois deste). A fidelidade do filme aos quadradinhos será, proventura, a sua maior força e, em simultâneo, a sua maior fraqueza.

3 comentários:

  1. O Demolidor fica muito aquém das expetativas, não faz jus ao nome "Homem Sem Medo".
    O Mercenário está muito bem.
    Ótimo post.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Até pode ser mas o filme seguinte é muito pior este é fraquinho o Elecktra é Mau.

      Eliminar
    2. Inviabilizada uma sequela em resultado das críticas (passo a redundância) demolidoras que "Demolidor" recebeu, a Marvel apostou num spin-off de Elektra. Digamos que foi pior a emenda do que o soneto pois estamos em presença de um dos piores filmes de super-heróis alguma vez produzidos. De assassina implacável, Elektra passa a uma espécie de dona de casa e mãe extremosa que não olha a meios para proteger a sua família postiça. Uma lástima que envergonha qualquer fã que se preze da anti-heroína. Sobre esse aborto cinéfilo falarei futuramente.

      Eliminar