clique aqui e encontre um template com a sua cara - template for blogger»

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

BD CINE APRESENTA: HOMEM-ARANHA 2



       Incapaz de conciliar a sua conturbada vida pessoal com a de combatente do crime, Peter Parker desiste de ser o Homem-Aranha, numa altura em que surge uma nova e poderosa ameaça. Poderá o herói escapar ao seu destino?
Título original: Spider-Man 2
Ano: 2004
País: EUA
Duração: 128 minutos
Realização: Sam Raimi
Argumento: Miles Millar e Michael Chabon
Elenco: Tobey Maguire (Peter Parker/Homem-Aranha), Kirsten Dunst (Mary Jane Watson), James Franco (Harry Osborn) e Alfred Molina (Otto Octavius/Doutor Octopus).
Orçamento: 200 milhões de dólares
Receita: 784 milhões de dólares
Sinopse:  Num quotidiano repleto de peripécias, Peter Parker esforça-se por equilibrar os seus deveres de combatente do crime com as exigências da sua vida pessoal. O anúncio do noivado de Mary Jane Watson com o filho de J.J. Jameson, diretor do jornal Daily Bugle e inimigo jurado do Homem-Aranha, deixa-o devastado. Como se isso não bastasse, o seu melhor amigo, Harry Osborn, continua obcecado em vingar-se do Homem-Aranha pelo seu suposto envolvimento na morte do pai. Agora à frente da Oscorp, o filho de Norman Osborn financia a pesquisa de um brilhante cientista nuclear, de seu nome Otto Octavius. Este desenvolve um aparato com tentáculos mecânicos dotados de inteligência artificial para uma complexa experiência científica. A qual corre terrivelmente mal, resultando na morte acidental da esposa de Octavius e na fusão do aparato com a sua espinal medula.
                 Ensandecido, Octavius (entretanto batizado de Doutor Octopus pelo Daily Bugle), inicia uma série de assaltos com o propósito de assim financiar o seu novo e infame projeto científico.
                Enquanto isso, devido ao elevado stress emocional a que Peter tem estado sujeito, os seus poderes tornam-se perigosamente instáveis, levando-o a desistir do seu alter ego mascarado para poder levar uma vida normal.
Peter desiste de ser o Homem-Aranha para poder levar uma vida normal.
               Em resultado do súbito desaparecimento do herói aracnídeo, a taxa de criminalidade dispara em Nova York, ao mesmo tempo que o Dr. Octopus sela um acordo secreto com Harry Osborn: em troca do material necessário para o funcionamento do reator nuclear construído pelo vilão, este entregará a Harry o Homem-Aranha. Para atraí-lo, Octopus rapta Mary Jane, obrigando Peter - cujos poderes haviam sido entretanto restaurados -  a vestir de novo o seu uniforme.
               Durante o confronto que se segue, o Homem-Aranha, num esforço sobre-humano, salva vários passageiros de um comboio descarrilado por Octopus. Exausto, é então facilmente derrotado pelo vilão que o leva à presença de Harry. Ao desmascarar o herói, Harry fica mortificado ao descobrir que este é, na verdade, o seu melhor amigo. A muito custo, Peter consegue convencer Harry a poupar-lhe a vida e a revelar-lhe os planos de Octopus, que mantém ainda sequestrada a jovem Mary Jane.
Depois do Duende Verde, o Dr. Octopus é o vilão que se segue.
               Depois de derrotar o Dr. Octopus, o Homem-Aranha revela-lhe a sua verdadeira identidade, com o propósito de convencê-lo a desmantelar o reator que ameaça destruir Nova Iorque, assim como a usar a sua mente genial para um bem maior. No entanto, o vilão acaba por perecer no processo. Tudo isto é testemunhado por uma atónita Mary Jane.
               Percebendo que enquanto Peter for o Homem-Aranha, os dois nunca poderão ficar juntos, Mary Jane regressa para os braços do noivo. Harry, por sua vez, é assombrado pelo fantasma do seu pai e descobre acidentalmente uma câmara secreta  onde repousa o equipamento do Duende Verde.
              No dia do seu casamento, Mary Jane muda de ideias e corre para o apartamento de Peter. Ambos assumem os fortes sentimentos que nutrem um pelo outro e comprometem-se a tudo fazer para que a relação entre eles dê certo, apesar da existência do Homem-Aranha.
Trailer: http://www.youtube.com/watch?v=bpgrOgypc9g
Prémios e nomeações: Homem-Aranha 2 ganhou o Óscar na categoria Melhores Efeitos Especiais, tendo igualmente arrebatado os Saturn Awards para Melhor Ator, Melhor Realizador, Melhor Argumentista, Melhores Efeitos Especiais e Melhor Filme de Fantasia. Foi ainda nomeado para vários outros prémios, entre os quais os prestigiados BAFTA. O American Film Institute incluiu Homem-Aranha 2 na lista dos dez melhores filmes de 2004.


Curiosidades:
* As filmagens do segundo filme do Escalador de Paredes arrancaram antes de o guião estar concluído;
* Robert De Niro, Sam Neill, Ed Harris e Chris Cooper foram cogitados para o papel de Otto Octavius;
* A participação de Tobey Maguire na sequela esteve em dúvida, devido às fortes dores nas costas que afligiam o ator. Jake Gyllenhaal foi considerado como alternativa;
* O aparato mecânico usado por Alfred Molina pesava 34 kg;
* A luta entre o Homem-Aranha e o Dr. Octopus a bordo de um comboio em movimento foi uma ideia de Sam Raimi e foi a primeira sequência a ser gravada;
* Alfred Molina é um grande fã do universo Marvel e ficou entusiasmado com o seu papel;

Numa das mais eletrizantes sequências do filme, o Homem-Aranha enfrenta o Dr. Octopus num comboio em movimento.

Minha avaliação: 78%
             Mesmo após a estreia, já este ano, do reboot The Amazing Spider-Man, Homem-Aranha 2 continua a ser, na minha opinião, o melhor filme do Escalador de Paredes produzido até à data.
             Mais dinâmico, divertido e consistente do que o primeiro filme da trilogia dirigida por Sam Raimi, conta ainda com uns soberbos efeitos especiais que imprimem um maior realismo e espetacularidade, não só às acrobacias do herói, mas também aos tentáculos do Dr. Octopus.
             Com várias cenas de ação de tirar o fôlego, Homem-Aranha 2 merece figurar nos anais da história do cinema fantástico, designadamente pela eletrizante sequência de luta num comboio em movimento.
             A excelente prestação de Alfred Molina teve o mérito de transformar Otto Octavius numa personagem simultaneamente ameaçadora e trágica, um adversário à altura do atormentado herói aracnídeo.
            Estamos, em suma, perante um filme que não descura a vertente humana do protagonista que, a despeito de possuir superpoderes, no fundo não passa de um homem comum, a braços com toda a sorte de problemas.

1 comentário: