clique aqui e encontre um template com a sua cara - template for blogger»

segunda-feira, 9 de abril de 2012

HERÓIS EM AÇÃO: VINGADORES



     Eles são os heróis mais poderosos da Terra. Unem esforços sempre que surge uma ameaça que nenhum deles poderia enfrentar sozinho. Ao longo dos anos, os Vingadores contaram nas suas fileiras com alienígenas, deuses, mutantes, robôs e até ex-vilões. Mas a sua missão permaneceu sempre a mesma: proteger o nosso mundo de todas as formas do Mal.
 
 
Nome original: Avengers
Primeira aparição: Avengers nº1 (setembro de 1963)
Criadores: Stan Lee (texto) e Jack Kirby (arte)
Licenciadora: Marvel Comics
Membros fundadores: Homem de Ferro, Thor, Hulk, Vespa e Homem-Formiga
Membros atuais: Luke Cage, Homem de Ferro, Miss Marvel, Capitão América, Gavião Arqueiro, Mercúrio, Jocasta, Homem-Aranha, Visão, Thor, Mulher-Aranha, Harpia, Wolverine e Homem-Gigante
Base de operações: Torre Stark (Manhattan, Nova Iorque)

O quinteto fundador em Avengers nº1 (1963).
Biografia: Na esteira do sucesso alcançado pela Liga da Justiça da América, da arquirrival DC, Stan Lee e Jack Kirby criaram, em 1963, a segunda equipa de superseres da Marvel (a primeira fora o Quarteto Fantástico dois anos antes). Na sua primeira aventura, cinco heróis (Thor, Homem de Ferro, Hulk, Vespa e Homem-Formiga) reuniram-se aleatoriamente para deter Loki, o perverso deus asgardiano das trapaças e meio-irmão de Thor. Derrotado o vilão, o Homem-Formiga propôs que o quinteto formasse uma força conjunta para enfrentar ameaças de grande magnitude. Os restantes heróis anuíram e a nova equipa foi crismada pela Vespa. Já o financiamento dos Vingadores ficou a cargo de Tony Stark (o multimilionário alter ego do Homem de Ferro) que também providenciou um quartel-general: a mítica Mansão do Vingadores situada na não menos mítica 5ª Avenida de Manhattan.
                 Logo no segundo número de Avengers, a formação da equipa foi alterada: o Homem-Formiga tornou-se o Gigante e o Hulk abandonou o grupo por sentir que os restantes membros temiam a sua personalidade instável. Esta constante mutação de integrantes tornar-se-ia, de resto, uma das principais características dos Vingadores ao longo dos anos.
                O primeiro marco importante na história dos Vingadores ocorreu em Avengers nº4 (março de 1964) quando os heróis encontraram o corpo congelado do Capitão América. Em animação suspensa desde os últimos dias da II Guerra Mundial, o Sentinela da Liberdade necessitava de um sítio para se adaptar a uma época assaz diferente daquela em que vivera. Iniciava-se assim um relação quase ininterrupta entre o Capitão América e os Vingadores. Estes, com a integração do lendário herói, granjearam maior credibilidade quer junto do público, quer junto do governo dos EUA. Ganharam igualmente um líder, pois mesmo quando comandados por outrem, os Vingadores viam no Capitão América um exímio estratega a cujas instruções não hesitavam em obedecer.
                Com o abandono da equipa por parte de todos os membros (exceto o Capitão América) e sua ulterior substituição por um lote de ex-vilões em busca de reabilitação, composto pelos irmãos mutantes Mercúrio e Feiticeira Escarlate (filhos de Magneto, mestre do Magnetismo e némesis dos X-Men) e do Gavião Arqueiro, em Avengers nº16, assinalou-se o segundo marco importante na história dos Vingadores. Apesar da desconfiança inicial do público face ao passado criminal dos três novos recrutas, a nova formação dos Vingadores logo provou o seu valor, deixando os seus membros fundadores orgulhosos.
                Não tardaria, porém, que Thor, Vespa e o Homem de Ferro regressassem aos Vingadores. Assim como um volátil Hank Pym que depois de ser o Homem-Formiga e o Gigante, adotou diversas identidades: Golias (nome também usado temporariamente pelo Gavião Arqueiro), Jaqueta Amarela e Dr. Pym. Membro fundador e ex-marido da Vespa, o Dr. Pym seria anos  depois expulso dos Vingadores, acusado de traição. Paralelamente, foram também recrutados vários novos integrantes, entre quais o semideus Hércules, o androide Visão, o monarca africano Pantera Negra, a ex-espia soviética Viúva Negra e o enigmático Espadachim (que seria expulso por ser um agente duplo).
               Com a crescente expansão da equipa, surgiram, em 1984, os Vingadores da Costa Oeste. Tratava-se, inicialmente, de uma filial do grupo em Los Angeles, chefiada pelo  Gavião Arqueiro. Pelos Vingadores da Costa Oeste passaram, entre outros, o Cavaleiro da Lua, Harpia, o Tocha Humana original, Magnum, Mulher-Aranha II, Máquina de Guerra e Agente Americano. Sob posteriores lideranças, a equipa perdeu coesão e acabaria mesmo por ser extinta. Por seu turno, os Vingadores da Costa Leste continuaram a admitir novos membros (alguns dos quais temporários ou honorários). Entre eles destacam-se Namor, o Príncipe Submarino, Fera, Homem-aranha, Capitã Marvel, etc.
Os Vingadores da Costa Oeste
              Ao longo da sua história, foram muitos os reveses sofridos pelos Vingadores mas a equipa conseguiu sempre ultrapassá-los e reagrupar-se. Foi, todavia, uma ameaça vinda de dentro que quase ditou o fim dos Vingadores. Com a mente corroída pelos seus poderes de alterar as probabilidades, a Feiticeira Escarlate (que, em tempos chegara a liderar a divisão oeste da equipa) provocou uma cadeia de eventos que culminaria com a aparente morte dos seus companheiros Visão, Gavião Arqueiro, Homem-Formiga e Valete de Copas. Também a Mansão dos Vingadores foi destruída e, à época, Stark não dispunha de verba para a reconstruir. Os membros remanescentes acabariam, entretanto, por deixar a equipa. Meses depois, porém, à semelhança do que acontecera com a formação original dos Vingadores, um conjunto de super-heróis reuniu-se por acaso para deter uma fuga em massa de uma prisão de segurança máxima para criminosos superpoderosos.  Além dos veteranos Capitão América e Homem de Ferro, os Novos Vingadores contavam ainda com o Homem-Aranha, Mulher-aranha original, Sentinela, Wolverine e Luke Cage.  Como nova base de operações, a equipa passou a usar a Torre Stark, gentilmente cedida pelo Homem de Ferro.

Os Novos Vingadores.
               Com o advento da Guerra Civil (arco de histórias em que o universo Marvel se dividiu em duas fações antagónicas devido à obrigatoriedade de registo de meta-humanos imposta pelo governo norte-americano), os Novos Vingadores viveram uma profunda crise que culminaria numa cisão. Surgem assim os Vingadores Secretos, equipa clandestina liderada pelo Capitão América que se opunha à fação pró-registo encabeçada pelo Homem de Ferro. À Guerra Civil seguiu-se a Invasão Secreta e o consequente desmantelamento dos Vingadores que foram substituídos por uma equipa de supervilões disfarçados de heróis e comandados pelo perverso Norman Osborn (anteriormente conhecido como Duende Verde e que, entretanto, assumira a identidade de Patriota de Ferro). Estas provações, todavia, serviram apenas para comprovar a resiliência dos Vingadores que delas saíram renascidos e revigorados. Sempre que uma ameaça de grande magnitude paira sobre a Terra, ecoa o grito de guerra "Avante, Vingadores!" O mesmo que, já no próximo mês de maio, ecoará na tão esperada megaprodução The Avengers onde Capitão América, Homem de Ferro, Thor, Hulk, Viúva Negra e Gavião Arqueiro travarão numa acesa batalha contra as hordas malignas de Loki.
Poster promocional do filme "The Avengers".