clique aqui e encontre um template com a sua cara - template for blogger»

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

GALERIA DE VILÃS: HERA VENENOSA




      Como a planta que lhe dá nome, Hera Venenosa tem tanto de perigosa como de fascinante. Nem mesmo Batman - com quem mantém uma tóxica relação de amor-ódio - está imune aos encantos desta vilã de moral dúbia.
  
Nome original: Poison Ivy
Primeira aparição: Batman nº181  (junho de 1966)
Criadores: Robert Kanigher e Sheldon Moldoff
Licenciadora: Detective Comics (DC)
Identidade civil: Pamela Lillian Isley
Local de nascimento: Seattle, Washington
Parentes conhecidos: nenhum
Base de operações: Gotham City
Filiação: Liga da Anarquia do Joker, Esquadrão Suicida, Sociedade Secreta dos Supervilões, Gangue da Injustiça e Aves de Rapina. Em tempos estabeleceu ainda uma parceria temporária com Harley Quinn (ver Némesis: Harley Quinn), a psicótica amante do Joker.
Poderes e habilidades:  
* Botânica: antes do acidente que mudaria para sempre a sua vida, a doutora Pamela Isley era uma renomada cientista com carreira feita em Gotham City. Os seus vastos conhecimentos botânicos permitem-lhe assim manipular as plantas a seu belo prazer;
*Toxicologia: com uma especialização nesta área, Pamela inicialmente usava essa valência para produzir perfumes, remédios e cosméticos. Após o acidente que a transformou em Hera Venenosa, passou a desenvolver venenos, toxinas e outras armadilhas potencialmente fatais para os seu inimigos;
*Sedução: embora sempre tivesse sido uma mulher assaz atraente, antes da sua transformação Pamela nunca usara os seus dotes de sedução em proveito próprio;
* Combate corpo a corpo: Hera Venenosa tem aprimorado as suas aptidões atléticas ao longo da sua carreira, dominando também algumas técnicas de autodefesa;
* Controlo de feromonas: graças à segregação de feromonas, a vilã consegue seduzir tanto homens como mulheres;
* Imunidade toxicológica: Hera venenosa é virtualmente imune a todas as toxinas, bactérias, fungos e vírus conhecidos:
* Telecinésia tóxica: uma overdose deliberada de toxinas vegetais e animais na sua corrente sanguínea tornou o seu toque letal. A vilã consegue criar as mais mortais toxinas florais, as quais são habitualmente segregadas pelos seus lábios;
* Vínculo com o mundo vegetal: uma ligação semi-mística com o mundo vegetal através de uma força conhecida simplesmente como Verde, permite-lhe animar e manipular plantas.
Fraquezas:
 * Vulnerabilidade à escuridão: para subsistir, Hera Venenosa necessita de quantidades substanciais de energia solar;
* Instabilidade mental: porventura em resultado do seu vínculo mental com o mundo vegetal, a psique da vilã tem-se revelado altamente volátil, tendo sido por diversas ocasiões internada no Asilo Arkham.


Hera Venenosa debutou nas páginas de Batman nº181 (1966) e logo semeou a discórdia entre a Duo Dinâmico.

Biografia: Coincidindo com a afirmação do movimento feminista, a promoção da Hera Venenosa adveio da necessidade de incluir um maior número de personagens femininas em séries predominantemente masculinas. Serviu também para substituir a Mulher-Gato como vilã principal nas aventuras de Batman.

               A sua origem, assim como o seu visual, foram sendo sucessivamente revistos ao longo dos anos. Curiosamente, aquando da sua primeira aparição, em 1966, Hera Venenosa foi apresentada apenas como uma ruiva sedutora, não tendo sido revelados quaisquer pormenores sobre a história a montante. Modelada por Robert Kanigher à imagem e semelhança de Betty Page (a famosa pin-up que se tornara um ícone de beleza na década anterior), dela herdou o corte de cabelo e o sotaque sulista. Já a sua indumentária consistia simplesmente numa espécie de fato de banho verde coberto de folhas e numas meias de nylon amarelas com folhas desenhadas. .

           Na sequência da Crise nas Infinitas Terras (a maxissérie que revolucionou o universo DC em meados dos anos 1980), a sua origem foi reescrita por Neil Gaiman. Nesta nova versão, Pamela Isley cresceu no seio de uma família abastada mas emocionalmente distante. Anos mais tarde, quando estudava Bioquímica e Botânica na universidade de Seattle, distinguiu-se pelo seu brilhantismo. A sua timidez e insegurança, porém, fizeram dela uma presa fácil para Jason Woodrue, seu professor. Seduzida e manipulada por Woodrue, a jovem serviria de cobaia às experiências com toxinas vegetais que este vinha desenvolvendo. Depois de Woodrue lhe ter injetado algumas dessas toxinas, Pamela tornou-se virtualmente imune a toda a sorte de fungos, bactérias, vírus e venenos naturais. Adquiriu também a capacidade de produzir feromonas que deixavam qualquer pessoa à sua total mercê.
                Embora tenha sobrevivido à transformação, Pamela permaneceu seis meses no hospital e teve a sua mente fortemente abalada. Ressentida pela traição de que fora vítima, a jovem passou a sofrer de violentas oscilações de humor, que a tornaram perigosamente volátil. Situação agravada pela morte do namorado num acidente de viação. Em consequência disso, Pamela abandonou a universidade e Seattle, mudando-se de armas e bagagens para Gotham City.
               Foi , de resto, na cidade natal de Batman que a Hera Venenosa debutou, iniciando a sua carreira criminosa chantageando as autoridades de Gotham City a satisfazerem as suas exigências, sob pena de lançar esporos mortais no ar. Os seus planos foram, contudo, gorados pela intervenção do Cavaleiro das Trevas, acabando a vilã encarcerada no Asilo Arkham.
                   É durante esse período que desenvolve uma obsessão patológica pelo Homem-Morcego, a única pessoa que ela não conseguia controlar.
 

Batman e Hera Venenosa: uma relação tóxica carregada de erotismo.
                  Com o passar dos anos, e à medida que se tornava cada vez mais perversa, Hera Venenosa desenvolveu superpoderes relacionados com o mundo vegetal, sendo o mais notório a produção de uma toxina letal nos seu lábios que lhe permitia, literalmente, matar com um simples beijo.

                   Em histórias posteriores, a vilã abandona Gotham, instalando-se numa ilha deserta no mar das Caraíbas, a qual transforma num segundo Jardim do Éden. Quando pela primeira vez na vida se sentia feliz, vê o seu paraíso particular ser arrasado pelo bombardeamento levado a cabo por uma corporação que, julgando-a desabitada, usou a ilha como local de testes ao armamento por ela fabricado.

                 Regressada a Gotham, Hera Venenosa ganha uma nova obsessão: tornar o mundo seguro para as plantas. Dedica-se então à missão impossível de "purificar" a cidade, sendo invariavelmente detida pelo seu soturno guardião.
                Atualmente, na esteira da reformulação introduzida na cronologia do universo DC no âmbito de Os Novos 52, Hera Venenosa integra As Aves de Rapina, um grupo de super-heroínas que leva a cabo operações secretas. Não obstante ter sido recrutada pessoalmente pela líder da equipa, Canário Negro, a agora ex-vilã é vista com desconfiança por parte das restantes companheiras, em resultado do seu passado criminal.
             A par da sua origem e visual, também o seu tom de pele variou ao longo dos anos: devido à presença de clorofila no seu sangue, a sua pigmentação sofreu mutações, conferindo-lhe uma cor esverdeada em alguns momentos da sua história. No entanto, nas suas encarnações mais recentes voltou ao tom de pele original, sendo retratada como uma mulher caucasiana e de cabelo ruivo.

Em Os Novos 52 Hera Venenosa integra as Aves de Rapina.

Noutros mediaPresença assídua em séries de animação produzidas com a chancela da DC, a estreia da Hera Venenosa fora dos quadradinhos remonta a 1992 em Batman: The Animated Series. Nela, as suas características meta-humanas foram enfatizadas, sendo a vilã descrita como alguém com enormes afinidades com plantas. Além das séries animadas estreladas pelo Homem-Morcego, Hera Venenosa participou ocasionalmente em episódios avulsos de Young Justice, Justice League e, mais recentemente, de Super Best Friends Forever.
       Desde 1994 até à atualidade, Hera Venenosa figurou numa plêiade de videojogos baseados no universo do Cavaleiro das Trevas. Na maior parte das vezes, porém, os dois não se confrontam diretamente, uma vez que a vilã - a exemplo do que amiúde sucede na banda desenhada -  prefere permanecer nas sombras enquanto as suas monstruosas criações vegetais fazem o trabalho sujo.
         Foi, contudo, graças à sua participação, na qualidade de antagonista principal, em Batman & Robin (1997) que Hera Venenosa (interpretada por Uma Thurman) alcançou maior notoriedade junto do grande público. Apesar das críticas abrasivas que o filme recebeu, ninguém ficou indiferente à curvilínea vilã que semeou a discórdia entre o Duo Dinâmico, ao mesmo tempo que orquestrava um mirabolante plano para mergulhar o mundo num inverno perpétuo. 

Uma Thurman deu vida a Hera Venenosa em Batman & Robin.

6 comentários:

  1. Adorei: :) Gosto desta personagem.
    Não me lembro da Hera Venosa interpretada pela Uma Thurman em Batman & Robin.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Provavelmente porque, sendo o filme tão mau, o teu cérebro, a bem da tua sanidade, eliminou essa memória indesejável. :)

      Eliminar
  2. Dunamis
    A última equipa que a Poison Ivy integrou foram as Gotham City Sirens! Se puderes ler isso aproveita, é bastante bom!
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Nuno.
      Antes de mais, votos de um bom ano e obrigado por seguires este meu modesto blogue.
      Parece-me, no entanto, que o teu reparo não está correto, pois, de acordo com as minhas pesquisas, a série "Gotham City Sirens" teve 26 números publicados, entre agosto de 2009 e outubro de 2011. Ao passo que a primeira edição de "Birds of Prey" data de Setembro de 2011, mantendo-se, porém, o título ativo, ao cabo de três volumes já lançados nos EUA.
      Podes conferir estas informações através dos links abaixo:
      http://www.comicvine.com/gotham-city-sirens/49-26891/?page=1
      http://www.comicvine.com/birds-of-prey-trouble-in-mind/49-52139/
      http://www.dccomics.com/comics/birds-of-prey-2011/birds-of-prey-1
      Abraço.

      Eliminar
  3. Eu tenho lido muita coisa do batman nesses últimos tempos. A Hera Venenosa tem alguma "HQ solo" boa?...digo como temos A Piada Mortal para o Coringa, O Dia Das Bruxas para o Chapeleiro Louco, enfim queria ler uma história legal só dela vs o Batman

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Batman - A Queda do Morcego.
      Na edição #29 ela tem bastante destaque.
      Desenho e roteiro são muito bons. Vale a pena ler.
      :)

      Eliminar