clique aqui e encontre um template com a sua cara - template for blogger»

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

GALERIA DE VILÕES: SINESTRO





      Antes de se tornar um dos mais temíveis vilões do Universo e inimigo jurado da Tropa dos Lanternas Verdes, Sinestro foi um dos seus mais valorosos membros. Sedento de poder e de vingança, converteu-se à religião do Medo e espalhou o seu evangelho de terror pelos confins da galáxia.

Nome original: Sinestro
Primeira aparição:  Green Lantern (Volume 2) nº7 (agosto de 1961)
Criadores: John Broome (história) e Gil Kane (arte)
Licenciadora: Detective Comics (DC)
Identidade civil: Thaal Sinestro
Local de nascimento: Planeta Korugar
Parentes conhecidos: Soranik Natu (irmã), Arin Sur (esposa falecida), Abin Sur (cunhado falecido), Amon Sur (sobrinho)
Filiação: Ex-membro da Tropa dos Lanternas Verdes, Novos Guardiões, Liga da Injustiça e Anti-Liga da Justiça. Atualmente líder da Tropa Sinestro.
Base de operações: Toda a galáxia


Antes e depois de ser um lanterna verde, Sinestro sempre foi um símbolo de poder.

Armas, poderes e habilidades: Dotado de um intelecto superior e de uma indómita força de vontade, Sinestro,  antes mesmo de receber o anel energético dos lanternas verdes, era já uma criatura extraordinária, características que faziam dele um líder nato.
       Durante a sua passagem pela Tropa dos Lanternas Verdes, foi por muitos considerado o seu mais poderoso membro. Os construtos criados pelo seu anel eram virtualmente indestrutíveis e era também um notável estratego.
       Com o tempo, Sinestro descobriu possuir uma compreensão inata dos medos alheios, habilidade que lhe permitia obter vantagens nas batalhas. Depois de corrompido pela essência amarela do Medo e de ter fundado a Tropa Sinestro, o vilão parece também ter desenvolvido capacidades psíquicas, que lhe permitem estabelecer um vínculo telepático com os seus soldados, mesmo quando afastado do seu anel.
       Graças a essas habilidades inatas e ao enorme poder do anel de energia amarela, Sinestro é um dos mais poderosos agentes do chamado Espectro Emocional (às sete cores do arco-íris correspondem outras tantas emoções simbolizadas por cada uma delas: avareza, raiva, medo, esperança, compaixão, amor e força de vontade).

Foi nesta edição de Green Lantern de 1961 que Sinestro fez a sua estreia.
 
Biografia: Thaal Sinestro nasceu no planeta Korugar, no setor espacial 1417. A sua dedicação à preservação da ordem materializou-se no seu ofício, antes de ingressar na Tropa dos Lanternas Verdes. No seu mundo natal, Sinestro era um antropólogo especializado na reconstrução de ruínas de civilizações há muito desaparecidas.
        Certo dia, quando explorava uma dessas ruínas arqueológicas, um lanterna verde despenhou-se nas proximidades. Gravemente ferido, o alienígena apressou-se a transmitir o seu anel a Sinestro que, antes mesmo de conseguir perceber o alcance daquele facto, se viu na contingência de se defender de um outro alienígena - no caso um armeiro de Qward - que perseguia o lanterna verde.
        Após neutralizar a ameaça representada pelo qwardiano, Sinestro foi surpreendido pelo lanterna verde que julgara morto, mas que afinal resistira aos ferimentos e reclamava agora a devolução do seu anel. Relutante em abdicar de semelhante poder, Sinestro não prestou qualquer auxílio ao agente policial intergaláctico, acabando este por sucumbir. Com a morte do lanterna verde, Sinestro assumiu o seu posto, sem que os Guardiões do Universo tivessem conhecimento das circunstâncias em que esse facto ocorreu.
       Sob a sua vigilância,  o crime e a desordem foram praticamente erradicados do setor espacial 1417. Impressionados com a sua atuação, os Guardiões do Universo convocaram-no a Oa e designaram-no tutor de vários novos recrutas da Tropa dos Lanternas Verdes, entre os quais Hal Jordan (futuro Lanterna Verde da Terra e seu arqui-inimigo).
       Estas novas funções, todavia, não satisfaziam a ambição desmedida de Sinestro. À medida que o tempo ia passando, tornou-se obcecado com a preservação, a qualquer custo, da ordem no seu planeta natal. Não tardou por isso a concluir que a melhor forma de concretizar esse desígnio seria conquistar Korugar e instaurar uma ditadura encabeçada por si próprio.
       Horrorizado com os métodos totalitários do seu mentor, Hal Jordan foi, no entanto, persuadido por Sinestro de que esse era um mal necessário em prol de um bem maior. Assim, Jordan acabaria mesmo por ajudar Sinestro a repelir uma invasão khúndia de Korugar. Perante a superioridade numérica dos adversários, Jordan pediu reforços à Tropa dos Lanternas Verdes e, em consequência disso, a natureza tirânica do regime instaurado por Sinestro no seu mundo natal foi exposta.

Antes de se tornar um renegado, Sinestro foi escolhido pelos Guardiões do Universo para ser mentor de Hal Jordan.
 
      Por ter usado o seu poder de lanterna verde para instilar o medo ao invés de o combater, os Guardiões do Universo baniram Sinestro para o universo de antimatéria. Lá, o lanterna renegado travou conhecimento com os armeiros de Qward -uma raça de guerreiros e cientistas que eram a contraparte dos Guardiões nesse universo paralelo - , os quais lhe forjaram um anel de energia amarela.
     Exilando Sinestro numa realidade governada por seres malignos que odiavam a Tropa dos Lanternas Verdes, os Guardiões do Universo pretendiam dar-lhe uma lição de humildade. O castigo aplicado teve, porém, o efeito inverso, já que Sinestro acreditava ter sido injustiçado pelos seus antigos mestres e passou a partilhar o ódio dos armeiros de Qward por eles.
      Devolvido ao nosso universo pelos seus aliados qwardianos, Sinestro transformou-se no mais temível némesis da Tropa dos Lanternas Verdes, em grande parte devido ao facto de a cor amarela que agora ostentava neutralizar o poder dos anéis do seus ex-camaradas.
      Na sequência da Crise nas Infinitas Terras, Sinestro foi capturado e aprisionado no interior da Bateria Central de Oa pelos Guardiões do Universo. Convertido em energia dentro da bateria, o vilão esperou pelo momento certo para contra-atacar. Entretanto, contactou com Parallax, também ele aprisionado dentro da Bateria Central, o que fazia dele o responsável pela impureza amarela que afetava os poderes dos anéis dos lanternas verdes.
      Quando Parallax encarnou em Hal Jordan, conduzindo-o à insanidade, Sinestro foi libertado, em desespero de causa, pelos Guardiões com o fito de evitar que o vilão drenasse a energia da Bateria Central. Malgrado o seu esforço, Sinestro acabaria por, aparentemente, morrer às mãos do seu antigo aliado.
      Com a restauração do multiverso, na esteira dos eventos mostrados em Crise Infinita, o vilão conhecido como Antimonitor regressou dos mortos e ajudou Sinestro a criar o seu próprio exército, para ser a contraparte da Tropa dos Lanternas Verdes. Nesse sentido, os membros da Tropa Sinestro usariam anéis de energia amarela por oposição à energia verde dos lanternas.
 

Sinestro e a sua tropa declararam guerra aos lanternas verdes.
       Sedento de vingança, Sinestro gizou um plano de ataque massivo à Tropa dos Lanternas Verdes, com o objetivo secreto de manipular os Guardiões no sentido de autorizarem o emprego de força letal por parte dos seus soldados, algo que sempre fora interdito no passado.
       A Tropa dos Lanternas Verdes, contudo, sairia vitoriosa do conflito que a opôs à Tropa Sinestro, tendo o vilão sido derrotado na Terra num combate corpo a corpo com Hal Jordan e Kyler Rayner (o substituto de Jordan como protetor da Terra).
       Novamente aprisionado em Oa, Sinestro foi sentenciado à morte no seu planeta natal. O que acabaria por nunca acontecer, uma vez que o vilão foi resgatado, a caminho de Korugar, por alguns membros remanescentes da sua tropa.
       Mais recentemente, no âmbito de Os Novos 52, Sinestro foi readmitido na Tropa dos Lanternas Verdes pelos Guardiões, que assim lhe concederam uma oportunidade de se redimir dos seus crimes passados.

Hal Jordan versus Sinestro: a força de vontade contra o medo.
 
Noutros media: Nomeado em 2007 para um Eagle Award na categoria de Vilão Favorito dos Quadradinhos, Sinestro ocupa, desde 2009, um honroso 15º lugar no ranking dos Melhores Vilões De Todos Os Tempos do site IGN. Decorrente desta popularidade, o korugariano tem sido presença assídua numa vasta gama de séries animadas, filmes e videojogos produzidos com a chancela da DC, tornando-se assim uma das personagens mais icónicas da editora, dentro e fora da banda desenhada.
       Na TV, a sua primeira aparição remonta a 1978, ano em que participou em diversos episódios da série animada Challenge of the Super Friends, seguindo-se incontáveis outras aparições noutras séries idênticas. Já este século, Sinestro abrilhantou com a sua presença Green Lantern: The Animated Series (2011-2013).

O visual de Sinestro em Superman: The Animated Series (1996-2000), uma das muitas séries de animação em que participou.
 
      No cinema, depois de ser o principal antagonista do Gladiador Esmeralda no filme animado Green Lantern: First Flight (2009), foi, em 2011, competentemente interpretado por Mark Strong na primeira longa-metragem do Lanterna Verde produzida pela Warner Bros.

Mark Strong deu vida a Sinestro no filme Lanterna Verde (2011).