clique aqui e encontre um template com a sua cara - template for blogger»

sábado, 6 de setembro de 2014

EM CARTAZ: HOMEM-ARANHA 3

http://img1.wikia.nocookie.net/__cb20070301120718/marveldatabase/images/b/be/Spider-Man_3_(film)_2.jpg 


   Para levar de vencida as sinistras ameaças que impendem sobre si e os que lhe são queridos, o herói aracnídeo terá primeiro de travar uma batalha interior. Menos consensual do que os seus antecessores, o último capítulo da trilogia dirigida por Sam Raimi continua, ainda assim, a ser um dos filmes mais lucrativos de sempre da Marvel.

Titulo original: Spider-Man 3
Ano: 2007
País: EUA
Género: Ação/Aventura/Fantasia
Duração: 139 minutos
Distribuição: Columbia Pictures
Realização: Sam Raimi
Argumento: Sam e Ivan Raimi
Elenco: Tobey Maguire (Peter Parker/Homem-Aranha); Kirsten Dunst (Mary Jane Watson); James Franco (Harry Osborn/ Duende Verde II); Thomas Haden Church (Flint Marko/Homem-Areia); Topher Grace (Eddie Brock/Venom); Bryce Dallas Howard (Gwen Stacy); Rosemary Harris (May Parker) e J.K. Simmons (J.Jonah Jameson)
Orçamento: 258 milhões de dólares
Receitas: 891 milhões de dólares (a terceira produção cinematográfica mais lucrativa da Marvel, superada apenas por Os Vingadores e Homem de Ferro 3)
Prémios e nomeações: Nomeado, entre 2007 e 2008, para vários prémios e galardões, Homem-Aranha 3 apenas conseguiu sair vencedor na categoria de Melhor Filme de Verão nos Golden Trailer Awards.

http://cdn.fansided.com/wp-content/blogs.dir/315/files/2014/05/Spider-Man-31.jpg
Uma das cenas mais icónicas de toda a trilogia original do herói aracnídeo.
 
Produção e desenvolvimento: A produção de um terceiro filme do Escalador de Paredes arrancou em março de 2004, três meses antes da chegada às salas de cinema de todo o mundo de Homem-Aranha 2. Antevendo o sucesso comercial da sequela, os estúdios da Marvel definiram 2 de maio de 2007 ( data posteriormente alterada para 4 do mesmo mês) para a estreia do próximo capítulo de uma franquia comprovadamente rentável.
    Imediatamente após a chegada aos cinemas de Homem-Aranha 2, Sam Raimi escreveu (a meias com o seu irmão Ivan) uma primeira versão do argumento para o filme seguinte. O realizador pretendia explorar a faceta menos luminosa do herói por contraponto ao lado mais humano dos criminosos. Nesse sentido, Harry Osborn foi repescado porque Sam Raimi acreditava que ele não seguiria o legado maligno do pai, sendo antes retratado como uma personagem de moral ambígua.
    Couberam, assim, ao Homem-Areia as honras de antagonista principal, tendo Raimi ficado fascinado com o potencial visual da personagem. Apesar de, nos quadradinhos, se tratar de um criminoso de segunda linha, os argumentistas criaram-lhe um background em que era ele o verdadeiro assassino de Ben Parker, potenciando dessa forma o sentimento de culpa de Peter relativamente à morte do tio. Em última análise, Raimi descreveu a sua história como sendo uma jornada de expiação dos pecados dos protagonistas.
    Raimi desejava incluir outro vilão na trama, indo a sua preferência para o Abutre. No entanto, o produtor Avi Arad convenceu-o a optar por Venom, por forma a agradar aos muitos fãs da personagem. Na sua versão cinematográfica, Eddie Brock serve, pois, de reflexo distorcido de Peter Parker, já que ambos têm a mesma profissão e interesses românticos em comum. Por outro lado, a conduta antiética de Brock permitia explorar temas contemporâneos como os paparazzi e as perversidades do jornalismo tabloide.

http://static.comicvine.com/uploads/original/0/40/805134-asg_004975.jpg
Sam Raimi relutou em incluir Venom no argumento.
  
   Os produtores sugeriram ainda que fosse acrescentada ao enredo uma disputa amorosa entre Eddie e Peter por Gwen Stacy. Com tantas alterações a adensarem a complexidade da história, a dado momento foi equacionada a hipótese de dividir o filme em duas partes. Ideia que só não vingou porque nenhum dos argumentistas conseguiu conceber um clímax intermédio.
    Entretanto, a 5 de novembro de 2005, arrancaram as gravações de cenas envolvendo grande quantidade de efeitos especiais. Processo que levou dez dias a concluir e que permitia à Sony, a exemplo do que já sucedera com Homem-Aranha 2, ir trabalhando nesses segmentos enquanto decorria a produção do resto da película.
   Entre janeiro e julho de 2006, decorreram as filmagens, tendo como cenários Los Angeles, Cleveland e Nova Iorque. Em agosto, porém, as mesmas foram retomadas dada a necessidade de incluir cenas de ação adicionais. Só no início de 2007 a produção ficaria finalmente concluída. Para esta demora contribuiu a indecisão quanto a qual das quatro versões da origem do Homem-Areia seria utilizada no filme.

http://robsmovievault.files.wordpress.com/2009/12/spiderman3.jpg
Mesmo os heróis mais nobres possuem um lado lunar.
 
Enredo: Enquanto desfruta da sua enorme popularidade como Homem-Aranha, Peter Parker planeia pedir Mary Jane (que acaba de se estrear como atriz na Broadway) em casamento. Durante um passeio noturno do casal no Central Park, um meteorito despenha-se a pouca distância deles e um simbionte alienígena atraca-se a Peter sem que este se aperceba.
    Longe dali, enquanto tenta escapar da Polícia, o criminoso evadido Flint Marko cai acidentalmente dentro de um acelerador de partículas e tem o seu ADN combinado com a areia que havia no local. Em consequência disso, adquire a capacidade de moldar a sua forma e de transformar o seu corpo em areia.
   Harry Osborn, que culpa Peter pela morte do seu pai (Norman Osborn, o Duende Verde), usa um sofisticado arsenal herdado do seu genitor para atacar o ex-amigo. Na refrega entre os dois, Harry sofre uma contusão na cabeça que o deixa parcialmente amnésico ao ponto de se esquecer que Peter e o Homem-Aranha são uma só pessoa, ficando assim suprimido o seu desejo de vingança em relação a ambos.
    Durante um festival em homenagem ao herói aracnídeo, Flint Marko rouba um carro blindado carregado de dinheiro. O capitão George Stacy, do Departamento de Polícia de Nova Iorque, informa Peter e a sua tia May que Marko foi o verdadeiro assassino de Ben Parker, sendo Dennis Carradine um simples cúmplice.
    Nessa noite, enquanto Peter tem o seu sono povoado por pesadelos, o simbionte alienígena funde-se com ele. Peter desperta pendurado no cimo de um arranha-céus envergando um uniforme negro, logo constatando que os seus poderes foram amplificados.

O célebre uniforme negro que fez furor nos quadradinhos e fora deles.

    A sua ligação com o simbionte traz, porém, à tona o seu lado mais sombrio. Assim, quando localiza o Homem-Areia num túnel do metro, o Escalador de Paredes espanca-o com violência e usa água para reduzir o vilão a uma poça de lama.
   Mary Jane, cuja carreira artística se encontra estagnada, sente-se humilhada pela súbita mudança de comportamento de Peter e busca consolo em Harry Osborn. Influenciado por uma alucinação do seu pai, Harry recupera a memória e chantageia Mary Jane para levá-la romper o seu noivado com Peter. Coagida por Harry, MJ declara-se apaixonada por outro homem, deixando Peter devastado.
    Numa atitude provocatória, Harry procura Peter para se assumir como o novo dono do coração de Mary Jane. Mais tarde, usando o seu novo traje, Peter confronta Harry. Este lança uma abóbora explosiva na direção do ex-amigo, que a rebate em pleno ar. A bomba rebenta desfigurando o rosto de Harry.
    Manipulado pelo simbionte, Peter denuncia as fotografias forjadas retratando o Homem-Aranha como um criminoso, tiradas por Eddie Brock, um fotógrafo rival do Clarim Diário. Furioso por ter de publicar um desmentido, o diretor do jornal, J. Jonah Jameson, demite Brock.
    Numa tentativa de causar ciúmes a Mary Jane, Peter faz-se acompanhar de Gwen Stacy (uma jovem que Brock acreditava ser sua namorada) à discoteca onde a sua ex-noiva trabalha atualmente. No entanto, nem tudo corre conforme desejado: ao vê-los juntos, Brock assume que Peter e Gwen namoram; apercebendo-se de que foi usada por Peter, Gwen bate em retirada; Peter, por sua vez, envolve-se numa zaragata com os seguranças do estabelecimento acabando acidentalmente por atingir Mary Jane. É nesse momento que toma enfim consciência da influência perniciosa que o simbionte vem exercendo sobre ele.

http://imageserver.moviepilot.com/spider-man-3_610-spider-man-3-the-sandman-venom-more-the-good-the-bad-and-the-ugly.jpeg?width=610&height=458
Homem-Areia, Novo Duende e Venom: um triunvirato vilanesco de respeito.

    No campanário de uma catedral, Peter procura desesperadamente desenvencilhar-se do uniforme, que é afinal um ser vivo.Quando, acidentalmente, faz tocar o sino da catedral, as vibrações sónicas por ele emitidas enfraquecem o simbionte, e Peter consegui removê-lo de si. Em agonia, o simbionte cai no interior da edifício onde, naquele momento, Eddie Brock rezava pela morte de Peter. Encontrando em Brock um novo hospedeiro, o simbionte transforma-o em Venom. Ainda que inicialmente horrorizado com a metamorfose, logo Brock aceita a sua nova forma. Sem perder tempo, Venom vai ao encontro do Homem-Areia a fim de lhe propor uma aliança contra o Escalador de Paredes.
    Mary Jane viaja a bordo de um táxi que é sequestrado por Venom, pendurando-o de seguida numa teia sobre um enorme monte de areia num estaleiro de obras.  Perante o sucedido, Peter procura a ajuda de Harry, mas é rejeitado.
http://www.wallcoo.net/movie/2007_Spider-Man_3_Wallpaper_1024/images/Bryce_Dallas_Howard_in_Spider-Man_3_Wallpaper_21.jpg
Na BD , Gwen Stacy foi o primeiro grande amor de Peter Parker. No cinema, esse papel coube a Mary Jane Watson.

   Ao mesmo tempo que o Homem-Aranha combate sozinho os poderes combinados de Venom e do Homem-Areia, Harry descobre, através do seu velho mordomo, a verdade sobre a natureza maléfica do seu falecido pai e resolve ir em auxílio de Peter.
    Prestes a ser subjugado pelos vilões, o Homem-Aranha é salvo no último momento pela chegada de Harry usando um uniforme inspirado no primeiro Duende Verde. Unindo forças, os dois amigos conseguem levar a melhor sobre Venom e o seu comparsa.
   Venom ainda tenta usar o planador do novo Duende para empalar o Homem-Aranha, mas Harry interpõe-se e é ferido mortalmente.
   O Homem-Aranha constrói então um círculo de guizos com as suas teias, criando dessa forma uma muralha de vibrações sónicas. O simbionte liberta Brock, o qual é prontamente resgatado pelo herói aracnídeo. No entanto, quando o Escalador de Paredes atira uma das bombas-abóbora de Harry na direção do simbionte, Brock salta para junto da criatura, sendo colhido pela violenta explosão. Dela resultando a aparente morte de ambos.
    Flint Marko confessa a Peter nunca ter tido intenção de assassinar o seu tio tio. Apenas queria o seu carro para escapar à Polícia, tendo o disparo fatal ocorrido quando o seu cúmplice lhe agarrou o braço.Uma morte que o assombra desde então. Peter perdoa Marko, que se dissolve em areia e desaparece.
    Peter e Harry fazem as pazes antes deste último soltar o seu derradeiro suspiro, sendo o momento testemunhado por Mary Jane.
    Algumas noites depois, Peter visita o club de jazz onde Mary Jane agora atua como cantora e ambos começam a remendar o seu relacionamento. 
Trailer: http://www.youtube.com/watch?v=8X6W2VG_MaA

http://static.thecia.com.au/reviews/s/spider-man-3-7.jpg
Duelo ao espelho.

Curiosidades: 
* Todos os gritos de Kristen Dunst ao longo da película foram reciclados de Homem-Aranha 2 (2004);
* Bryce Dallas Howard dispensou a utilização de uma dupla na sua cena mais arriscada, desconhecendo na altura estar grávida;
* Embora assumindo-se como um fã de super-heróis que leu as primeiras histórias de Venom na sua infância, Topher Grace viveu um verdadeiro calvário na pele do vilão. Além de muito desconfortável, o traje demorava uma hora a ser vestido (à qual se somavam outras quatro para a aplicação de próteses) e tinha de ser constantemente lambuzado com gosma por forma a conceder-lhe o seu característico aspeto viscoso. Como se isso não bastasse, o ator teve também de utilizar presas postiças que lhe feriram as gengivas;
* Um dos sons guturais emitidos por Venom no filme pertencia a um demónio da Tasmânia;
http://img.photobucket.com/albums/v615/gail_b/Un/Spiderman3_9840.jpg
Topher Grace teve de penar para dar vida a Venom no grande ecrã.
 * Sam Raimi foi o primeiro realizador a dirigir três filmes consecutivos de uma franquia super-heroica. Em 2012, ao concluir a sua trilogia do Cavaleiro das Trevas, Chris Nolan tornou-se o segundo cineasta a conseguir essa proeza. Raimi, de resto, na sequência do sucesso comercial de Homem-Aranha 3, foi convidado para dirigir nova sequela. Divergências entre o realizador e a Sony ditaram, porém, o seu afastamento do projeto, abrindo dessa forma caminho a um reboot  da franquia;
* Foram necessários três anos para criar os efeitos visuais que permitiram reproduzir os poderes do Homem-Areia. Por forma a compreender a dinâmica da areia, ao longo desse período foram conduzidas diversas experiências e consultados escultores habituados a trabalhar com esse material;
* Pode dizer-se que Homem-Aranha 3 foi um projeto familiar, uma vez que teve o condão de reunir os três irmãos Raimi: Sam assumiu a realização, Ivan foi coargumentista e Ted interpretou um pequeno papel como Hoffman;
* Com 139 minutos, este é o filme mais longo da trilogia original do Escalador de Paredes. É também o único em que o antagonista principal (Homem-Areia) sobrevive no final da história. Recorde-se que, nos dois capítulos anteriores, o Duende Verde e o Dr. Octopus tiveram fins trágicos;
* Segundo Grant Curtis (um dos produtores da trilogia), inicialmente estava prevista a participação do Abutre na película, tendo Ben Kingsley sido sondado para o papel. O vilão acabaria, contudo, por ser substituído por Venom, malgrado a renitência de Sam Raimi, que considerava a personagem repulsivamente desumana;
* Na BD, foi o Senhor Fantástico quem descobriu a verdadeira natureza alienígena e simbiótica do uniforme negro do herói aracnídeo. Devido aos direitos do Quarteto Fantástico pertencerem à 20th Century Fox - e não à Sony Entertainment como o Escalador de Paredes - esse mérito coube no filme ao Dr. Curt Connors (o Lagarto).

http://collider.com/uploads/imageGallery/Spiderman_3_Hi_Res/spiderman_3_movie_image_kirsten_dunst_and_tobey_maguire.jpg
Mary Jane e Peter: a bonança antes da tempestade.
 
Veredito:  58% 

   Depois de dois capítulos épicos que mereceram plenamente o seu sucesso, seguiu-se um terceiro menos equilibrado, balançando precariamente entre  arrebatadoras sequências de ação e monótonos intervalos dramáticos.
   Era sabido que Homem-Aranha 3 teria de superar os seus predecessores, sob pena de - como, de facto, aconteceu - a franquia perder gás. Desse imperativo decorreram, com efeito, os seus principais problemas.
   Conquanto seja maior(e mais lucrativa), a terceira aventura cinematográfica do herói aracnídeo não é, todavia, melhor do que as anteriores. Dada a profusão de personagens (no caso particular dos vilões, assenta como uma luva o velho axioma "dois é bom, três é demais") e uma intrincada tapeçaria de narrativas secundárias, o Escalador de Paredes parece ter de lutar por destaque no seu próprio filme. Facto que, por si só, justificaria a divisão do projeto em duas partes - hipótese, de resto, cogitada pelos produtores. Tal não aconteceu e, à imagem de um arranha-céus construído sobre frágeis alicerces, a película acabou por ceder ao próprio peso. Homem-Aranha 3 acaba, portanto, por ser vítima de alguma megalomania.
   Faltando-lhe em fluidez narrativa o que lhe sobra em melodrama e personagens, Homem-Aranha 3 é bem-sucedido no seu objetivo de conservar os fãs dos dois primeiros filmes (mesmo perdendo na comparação com eles), embora fracassando em arregimentar novos.
   No entanto, como vieram comprovar as duas mais recentes adaptações ao grande ecrã do Escalador de Paredes dirigidas por Marc Webb, Homem-Aranha 3 não é afinal assim tão mau como muitos sentenciaram. Não faltando por aí quem suspire já pelo regresso de Sam Raimi à cadeira de realizador...

      http://www.fernbyfilms.com/wp-content/uploads/2011/10/Spider-Man-3-001.jpg

Sem comentários:

Enviar um comentário