clique aqui e encontre um template com a sua cara - template for blogger»

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

NÉMESIS: ADÃO NEGRO




      Um heroi do Antigo Egito com poderes divinos é corrompido e passa a usar as suas habilidades para o Mal. Assim nasceu o Adão Negro (Black Adam), um dos mais temíveis supervilões do universo DC.

Criadores: C.C. Beck e Otto Binder
Primeira aparição:The Marvel Family nº1 (dezembro de 1945)
Licenciador: Fawcett Comics (1945-1973) e Detective Comics (atual detentora dos direitos da personagem)
Identidade civil: Teth-Adam
Origem: Egito
Família conhecida: Isis (esposa) e Osiris (cunhado)
Filiação: Sociedade da Justiça da América, Sociedade Secreta dos Supervilões, Esquadrão Suicida, etc.
Base de operações: móvel
Poderes e habilidades:  concedidos pelo mago Shazam os poderes do Adão Negro derivam de seis divindades do Antigo Egito: a resistência de Shu, a velocidade de Heru, a força de Amon, a sabedoria de Zehuit, o poder de Aton e a coragem de Mehen. Note-se que as iniciais dos seis deuses formam o acrónimo SHAZAM.

     Milhares de anos atrás, durante a 19ª dinastia do antigo Egito, um homem chamado Teth-Adam tornou-se o primeiro a ser agraciado com imensos poderes sobrenaturais pelo mago Shazam. Sempre que pronunciava o nome do mago, Teth-Adam transformava-se no mortal mais poderoso da Terra.
    Durante anos, Teth-Adam atuou como heroi por todo o Egito e depois veio a servir o Príncipe Khufu, com quem permaneceu até este ser assassinado. Logo após a morte de Khufu, morreram também  a sua esposa e os seus filhos. Revoltado, Teth-Adam começou a usar os seus poderes para objetivos egoístas.  Decidiu então tomar o trono deixado vago pelo faraó e  governar o mundo. Ganhou assim um novo nome, que era sussurrado com temor por todo o Egito: Khem-Adam (Adão Negro).
    Sentindo-se parcialmente culpado pela terrível corrupção de Teth-Adam, Shazam despojou-o dos seus poderes, colocando-os  num amuleto em forma de escaravelho. Não satisfeito, Shazam baniu o Adão Negro para a estrela mais longínqua do universo.
    O amuleto foi enterrado com o Faraó Ramsés II e permaneceu intacto até meados do século XX, quando o casal de arqueólogos C.C. e Marilyn Batson o descobriram. O casal foi brutalmente assassinado pelo seu sócio, Theo Adam, que pouco depois libertou os segredos do escaravelho, recebendo os poderes e memórias do Adão Negro. O filho dos Batson, Billy, foi escolhido pelo mago Shazam como o seu novo campeão. Nascia assim o Capitão Marvel, a contraparte benigna do Adão Negro e, por conseguinte, destinado a ser o seu oponente por excelência. Não obstante, ambos firmaram alianças pontuais para defrontar ameaças comuns.
     Com a ajuda dos outros dois membros da Família Marvel (Mary Marvel e Capitão Marvel Jr.),  o Capitão Marvel enfrentou Adão Negro diversas vezes. A antiga moralidade de Teth-Adam ressurgiu e Adão Negro ajudou a Sociedade da Justiça (SJA) a derrotar Johnny Pranto e a Sociedade da Injustiça. 
    Aclamado como o heroi que fora outrora, Teth-Adam foi aceite como membro da SJA, apesar de nem todos os membros da equipa acreditarem na sua regeneração.
   Com o passar do tempo, a paciência do Adão Negro para com os métodos da SJA foi diminuindo e as suas ações tornaram-se cada vez mais violentas. A situação atingiu um limite após o terrorista Kobra sair impune dos seus crimes. Adão Negro reuniu então um grupo de vigilantes que, logo na sua primeira missão, executa Kobra. Buscando honrar a memória da sua família, Adão Negro resolve libertar sua terra natal Kahndaq. Com a ajuda dos seus novos aliados ele consegue tomar o poder e libertar o seu povo. Porém, acaba tendo que enfrentar a Sociedade da Justiça. Depois de uma sangrenta batalha, é feito um pacto no qual a SJA aceita que Kahndaq fique sob a responsabilidade do Adão Negro, mas ,em troca, ele fica exilado no seu país.
     O visual do Adão Negro é muito semelhante ao do Capitão Marvel com a diferença de que não usa capa e o negro do seu traje substituiu o encarnado do uniforme do Mortal Mais Poderoso da Terra. É ainda curiosa a sua semelhança física com o ator Boris Karloff (que protagonizou "Nosferatu" no cinema), em especial as orelhas pontiagudas.
     Fora dos comics, o Adão Negro foi o vilão de serviço no filme de animação "Superman/Shazam: The Return  of  Black Adam" (2010) e no videojogo "DC Universe Online"(2011). Correm ainda rumores de que o ator Dwayne "The Rock" Johnson encarnará o vilão num futuro filme baseado nas histórias do Capitão Marvel.
    

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

HERÓIS EM AÇÃO: X-MEN

  
     Em plena luta pelos direitos cívicos nos EUA e com a ameaça de uma guerra nuclear a pender sobre a Humanidade qual espada de Damocles, os X-Men refletem o espírito da sua época.
    Stan  Lee, cocriador do primeiro grupo de mutantes, nunca confirmou oficialmente mas é sabido que  as suas histórias foram inspiradas no livro de 1953 de Wilmar Shiras, “Children of the atom”, que apresentava o conceito de uma escola com jovens mutantes temidos pela humanidade. Daí que a expressão "Filhos do Átomo" esteja ligada aos X-Men desde os seus primórdios.
     O conceito de mutante era, todavia, à época desconhecido do público em geral, pelo Lee desistiu da ideia de batizar a equipa de "Os Mutantes", escolhendo antes "X-Men".
Criadores: Stan Lee e Jack Kirby
Primeira aparição: X-Men nº1 (1963)
Licencidador: Marvel Comics

    Criados com o objetivo de seguir a linha do Quarteto Fantástico, cuja trajetória bem sucedida vinha desde 1961, os X-Men eram originalmente compostos por cinco jovens mutantes dotados de assombrosas habilidades que usavam para combater o Mal nas suas múltiplas formas. Assim, Scott Summers, Jean Grey, Henry McCoy, Robert Drake e Warren Worthington III eram, respetivamente, Ciclope (Cyclops), Garota Marvel (Marvel Girl), Fera (Beast), Homem de Gelo (Ice Man) e Anjo (Angel). O quinteto era tutelado pelo carismático Charles Xavier, vulgo Professor X, um genial filantropo que, secretamente, também é um mutante com poderes telepáticos, porém aprisionado numa cadeira de rodas.
     Na sua isolada mansão nos arredores de Nova York, o Professor X ensina os seus pupilos a usarem os seus poderes em favor da Humanidade que os teme e odeia.  Ao contrário do seu ex-amigo Magneto que lidera uma fação mutante radical, Xavier e os seus X-Men acreditam ser possível uma coabitação pacífica entre o homo sapiens e o homo superior.
     Na verdade, um protótipo dessa história já tinha sido publicado quatro anos antes, pela própria Marvel, num conto ilustrado chamado “The mutants and me” na revista “Tales of Suspense” n° 6. Na trama dessa historieta de 1959 (editada por Stan Lee e desenhada por Joe Sinnott), um homem tenta convencer um amigo que mutantes com superpoderes estão infiltrados entre nós.
    As histórias iniciais dos X-Men, publicadas a partir de 1963, venderam satisfatoriamente. No final da década de 1960, porém, foram perdendo fôlego, a ponto de a revista passar a ser publicada bimestralmente. Essa situação só seria invertida em 1975 com o surgimento da segunda geração de X-Men pelas mãos de John Byrne, Roy Thomas, Chris Claremont e Dave Cokrun.
     Rejuvenescido, o grupo tornou-se um fenómeno de vendas, atingindo o clímax com sagas como "Fénix Negra" e "Dias de um futuro esquecido" que fizeram as delícias dos leitores e são, ainda hoje, marcos importantes na história do universo Marvel.
     Ao longo do tempo, os X-Men tiveram várias formações, nas quais tiveram lugar alguns criminosos mutantes regenerados como Vampira (Rogue) ou o próprio Magneto. Alguns dos seus integrantes também mudaram de nome. Foi o caso da Garota Marvel que deu lugar à Fénix e mais tarde à Fénix Negra.
     Primeira formação (1963): Anjo, Garota Marvel, Fera, Ciclope e Homem de Gelo.
    Segunda formação (1975): Wolverine, Tempestade, Colossus, Noturno, Solaris, Pássaro Trovejante e Banshee. Depois da morte do Pássaro Trovejante e da saída de Solaris entraram Ciclope, Fénix e Ninfa ( Kitty Pride, posteriormente rebatizada de Lince Negra).
     Terceira formação: Wolverine, Tempestade, Colossus, Noturno, Vampira, Ciclope e Kitty Pride.
     Quarta formação: Wolverine, Tempestade, Vampira, Cristal, Longshot, Destrutor e Psylocke.
     Após o episódio do “Rei das Sombras" (visto em X-Men nº 77, publicado pela editora Abril em março de 1995), a equipa foi dividida em duas: Equipa Azul, composta por Ciclope, Wolverine, Vampira, Gambit, Psylocke, Fera e Jubileu; e Equipa Dourada, formada por Jean Grey (ex-Fénix), Tempestade, Homem de Gelo, Arcanjo, Colossus e Bishop.
    Toda a franquia dos X-Men é construída sobre questões sociopolíticas. Os mutantes são vistos frequentemente como uma metáfora para minorias étnicas ou qualquer outro grupo oprimido — incluindo especificamente a segregação de afro-americanos, a discriminação contra homossexuais, o antissemitismo e o "medo dos comunistas". Além disso, a nível individual, alguns X-Men têm nos seus poderes uma metáfora do estereótipo de "estranho".  Um bom exemplo é Noturno, o teleportador germânico que, por detrás da sua aparência demoníaca, esconde um coração puro.
     As histórias dos X-Men contam com personagens de diversas etnias sendo, talvez o título mais multicultural alguma vez publicado pela Marvel. Este aspeto foi introduzido quando o título, que havia sido cancelado, foi retomado na década de 1970. O elenco (que, até então, contava apenas com mutantes americanos) foi diversificado, adicionando-se personagens dos quatro cantos do mundo.Temas relacionados ao status das minorias, incluindo assimilação, tolerância e crenças na existência de uma "raça superior" também foram retratados em histórias subsequentes do grupo.
     Os X-Men estiveram igualmente na génese de vários outros grupos mutantes seus derivados como X-Factor, X-Force ou os Novos Mutantes, entre outros.
     Os Filhos do Átomo expandiram-se para o cinema e para a televisão, incluindo algumas das mais bem-sucedidas séries animadas com X-Men: Animated SeriesX-Men: Evolution. O ano 2000 trouxe a aguardada estreia do primeiro filme dos pupilos de Xavier, dirigido por Bryan Singer (fã confesso de super-heróis que, em 2006, realizaria também "Superman Returns"). Seguiram-se duas sequelas (X-Men 2 e X-Men 3: The Last Stand, de 2003 e 2006 respetivamente). Em 2010, foi lançado um filme de Wolverine a solo e já este ano pudemos assistir a "X-Men: First Class" onde é revisitada a origem da equipa.
Os X-Men originais: Fera, Ciclope, Garota Marvel, Homem de Gelo e Anjo.
   
A 2ª geração de X-Men: Tempestade, Colossus, Wolverine, Ciclope, Banshee, Pássaro Trovejante, Solaris e Noturno.


Cartaz promocional de "X-Men 3: The Last Stand".




  

PRIMEIRO TRAILER OFICIAL DE "THE AVENGERS"


Thor e Capitão América lutam lado a lado em "The Avengers".


    Homem de Ferro, Thor, Capitão América e o Incrível Hulk juntam-se no cinema no blockbuster mais antecipado de 2012: «The Avengers». O primeiro trailer oficial acaba de chegar à internet.
    Quando um inimigo inesperado ameaça a segurança mundial, Nick Fury, diretor da agência internacional S.H.I.E.L.D., reúne uma equipa de pesos pesados para salvar o planeta do desastre iminente.
    Ainda pouco se sabe sobre o argumento de «The Avengers» mas o projeto é já o mais aguardado de 2012, por reunir uma série de heróis que tiveram êxito individualmente em outros filmes: o Homem de Ferro foi interpretado por Robert Downey Jr.. em «Homem de Ferro» e «Homem de Ferro 2»; Thor foi encarnado por Chris Hemsworth no filme homónimo realizado por Kenneth Branagh; o Capitão América foi feito por Chris Evans em «Capitão América: O Primeiro Vingador»; a Viúva Negra (Black Widow) foi interpretada por Scarlett Johansson em «Homem de Ferro 2»; o Incrível Hulk foi encarnado por Eric Bana e Edward Norton nos dois filmes homónimos, mas é agora substituído nesse papel por Mark Ruffalo; e ainda Hawkeye (em Portugal conhecido como Gavião Arqueiro) teve uma participação curta em «Thor», sendo interpretado pelo ator Jeremy Renner.
    Com participação nos vários filmes acima, regressarão ainda Samuel L. Jackson como o Nick Fury, diretor da agência governamental secreta SHIELD e Clark Gregg como o operacional da mesma. Tom Hiddleston, o velhaco Loki em «Thor», também integra o elenco.
     «The Avengers» é realizado por Joss Whedon e tem estreia mundial agendada para 4 de maio de 2012.
     Trailer: <embed src="http://rd3.videos.sapo.pt/play?file=http://rd3.videos.sapo.pt/mw2DPCoLZpszZebzR4Oz/mov/1" type="application/x-shockwave-flash" width="410" height="276" allowFullScreen="true"></embed>
Robert Downey, Jr. volta a vestir a armadura do Homem de Ferro.

Da esquerda para a direita: Gavião Arqueiro, Viúva Negra e Capitão América.
Agora interpretado por Mark Ruffalo, o Hulk continua com mau feitio.

terça-feira, 11 de outubro de 2011

DO FUNDO DO BAÚ




      Entre os leitores de BD Marvel/DC da minha geração, um dos títulos mais populares da Abril Jovem era, sem dúvida, o saudoso Superaventuras Marvel (SAM). Tratava-de de um mix publicado no Brasil e em Portugal durante 15 anos (1982-1997) e do qual foram lançados 176 números.
     Pelas suas páginas desfilaram miríades de aventuras inesquecíveis protagonizadas por diversos heróis, heroínas e grupos de super-heróis. Foi o caso dos X-Men cuja origem da sua nova formação nos foi dada a conhecer no nº16 de SAM (outubro de 1983).  Numa história de 36 páginas, escrita por Len Wein, desenhada por Dave Cockrum e publicada originalmente nos EUA em  Giant Size X-Men nº1 (1975), é-nos apresentada a segunda geração de X-Men, onde sobressaíam personagens emblemáticas como Wolverine ou Tempestade.
     Ressalve-se, porém, que a estreia dos novos X-Men ocorrera já dois números antes, em SAM 14, numa magistral aventura onde o grupo enfrentava Arcade, um dos seus tradicionais némesis.
     Recrutados nos quatro cantos do mundo, os novos X-Men reuniam um lote de mutantes dotados de fantásticas habilidades: Wolverine (Canadá), Tempestade (Egito), Colossus (URSS), Banshee (Irlanda), Pássaro Trovejante (um nativo americano), Solaris (Japão) e Noturno (Alemanha). Auxiliados por Ciclope (líder dos primeiros X-Men), rumaram à misteriosa ilha Krakoa a fim de resgatarem os seus antecessores, supostamente aprisionados por um poderoso mutante.
      A missão sofreu contudo um inesperado revés quando Krakoa revelou ser na verdade um ser vivo. Com a precisosa ajuda da equipa original (Garota Marvel, Anjo, Homem de Gelo, Polaris e Destrutor), entretanto libertada, os X-Men conseguiram neutralizar a ameaça da ilha viva.
     Começava assim a fase áurea dos mutantes mais famosos do mundo que atingiria o seu zénite com a saga da Fénix Negra.
     Nas restantes páginas de SAM 16, o Doutor Estranho enfrentava o impiedoso Adaga de Prata, numa história iniciada no número anterior, e Kull, o Conquistador vivia outra das suas vibrantes aventuras, desta feita combatendo um exército de homens-serpente que desejavam usurpar o seu reino.
     Embora, quando era ainda apenas um leitor ocasional de super-heróis houvesse comprado vários números de Superaventuras Marvel (incluindo o que é apresentado no presente artigo), só depois do cancelamento do título em 1997 é que o acrescentei à minha coleção. Um desafio com tanto de difícil como de aliciante. E que, no fim, deu os seus frutos: possuo hoje  175 dos 176 números  do lendário Superaventuras Marvel e estou em vias de completar mais essa coleção de que muito me orgulho.