clique aqui e encontre um template com a sua cara - template for blogger»

sexta-feira, 15 de junho de 2012

HERÓIS EM AÇÃO: HELLBOY



       Criação suprema de Mike Mignola, Hellboy é um demónio vindo de outra dimensão cuja Mão Direita do Destino pode libertar um mal inimaginável.

Nome original: Hellboy
Primeira aparição: San Diego Comic-Con Comics nº2  (agosto de 1993)
Criador: Mike Mignola
Licenciadora: Dark Horse Comics
Identidade civil: Anung un Rama
Filiação: Departamento de Pesquisa e Defesa Paranormal (DPDP)
Base de operações: móvel
Poderes e armas: Superforça, sentidos aguçados, resistência sobre-humana, longevidade, fator de cura, vasto conhecimento do sobrenatural e capacidade inata para compreender línguas mágicas são os principais poderes de Hellboy. Aos quais se soma a Mão Direita do Destino: bastante maior do que a esquerda, a sua mão direita é feita de pedra vermelha e pode servir como chave para libertar o demónio Ogdru Jahad, que desencadearia o apocalipse. Também costuma transportar no seu cinto de utilidades ervas mágicas, ferraduras, relíquias sagradas, granadas e uma vasta parafernália de instrumentos. Quase como uma extensão natural do seu corpo, a pistola que lhe foi ofertada pelo antigo super-herói Tocha da Liberdade é a arma de eleição de Hellboy sempre que enfrenta ameaças sobrenaturais.

A estreia de Hellboy em San Diego Comic-Con Comics nº2 (1993).
Biografia: Anung un Rama, o ser que posteriormente se tornaria Hellboy, foi descoberto na noite de 23 de dezembro de 1944 numa ilha da costa escocesa. Convocado à Terra pelo pérfido mago russo Grigori Rasputin, ao serviço dos nazis, o demónio bebé materializou-se a quilómetros de distância, no adro de uma igreja em East Bromwich. Aí foi encontrado por uma equipa de soldados americanos com a missão de investigar o estranho ritual levado a cabo por Rasputin. Entre eles, encontrava-se o Professor Trevor Bruttenholm, do Departamento de Pesquisa e Defesa Paranoramal (DPDP). Bruttenholm batizou o pequeno demónio de Hellboy e levou-o para as instalações do DPDP onde seria treinado em segredo para ser um investigador do paranormal.
                   Em 1952, com apenas oito anos de idade e após uma temporada numa base aérea norte-americana no Novo México, Hellboy ingressou no DPDP. Nesse mesmo ano, foi-lhe atribuído pelas Nações Unidas o estatuto de humano honorário.
                 À medida que os anos passavam, o seu corpo ia envelhecendo mas esse processo não era acompanhado pela sua mente. Com efeito, Hellboy tem a aparência de um homem de meia-idade mas a maturidade emocional e psicológica de um adolescente, o que se traduz numa proverbial irreverência. Interessou-se ao longo dos anos por diversos temas ligados ao Oculto e ao sobrenatural, tais como possessões demoníacas, assombrações, exorcismos, encantamentos e artefactos místicos. Isso permitiu-lhe tornar-se no principal agente de campo do DPDP, viajando pelos quatro cantos do mundo e enfrentado múltiplas ameaças sobrenaturais. A ele juntou-se um lote de criaturas bizarras dotadas de poderes sobre-humanos: Liz Sherman (uma jovem pirocinética); Abe Sapien (um humanoide anfíbio e telepata); Roger (uma enorme homúnculo);  Johann Kraus (o espírito de um médium num fato de contenção); Kate Corrigan (uma professora de folclore da Universidade de Nova Iorque); e o capitão Ben Daimio (um militar das operações especiais com experiência no Oculto).
               Durante uma visita à igreja de East Broomwich (local do seu "nascimento"), Hellboy descobriu que foi concebido há 300 anos por uma bruxa e um demónio. O que prova que ele é, na realidade, meio-humano.

Hellboy: Seed of Destruction , uma das melhores grapich novels do herói demoníaco.

Historial de publicação: Antes de ser publicado pela Dark Horse Comics, Hellboy foi apresentado aos executivos da concorrente Detective Comics (DC). Embora tenham adorado o conceito desenvolvido por Mignola, desagradou-lhes o envolvimento de temáticas relacionadas com o Inferno.
               As primeiras histórias da personagem foram concebidas e desenhadas por Mike Mignola, sendo o argumento da autoria de John Byrne. Entre elas, encontra-se uma história de quatro páginas  a preto e branco, lançada durante a convenção de fãs San Diego Comic-Con em agosto de 1993. Dois anos antes, porém, Hellboy já figurara num panfleto onde era apresentada uma pequena biografia de Mike Mignola.
Audaz e irreverente. Assim é Hellboy.

Curiosidades: De acordo com Mignola, a personalidade de Hellboy foi decalcada da do seu próprio pai, um trabalhador que não raras vezes regressava a casa com mazelas mas que conservava sempre o bom humor.
                O nome "Hellboy" nasceu de uma private joke de Mignola, que achava o nome hilário.
                As aventuras de Hellboy e o estilo artístico de Mignola, foram fortemente influenciados pela arte de Jack Kirby, bem como pela obra de Bram Stroker (o criador de Drácula), o escritor preferido de Mike.

Noutros media: Depois do sucesso do filme Hellboy (vide texto anterior), foi lançada uma sequela em 2008: Hellboy II: The Golden Army. Ambos protagonizados por Ron Perlman e ambos contribuindo para aumentar a visibilidade da personagem junto do grande público.
                           Fora do grande ecrã, Hellboy também já teve direito a dois filmes de animação  (Hellboy Animated: Sword of Storms e Hellboy Animated: Blood and Iron), lançados diretamente no circuito de vídeo e com as vozes dos atores que deram vida às personagens nos filmes referidos acima.
Hellboy ao serviço do DPDP também no cinema.
                 

1 comentário:

  1. Acho que qause toda a gente conhece o Hellboy. Mas não conhece a sua origem, o seu criador, ...
    Mais um post enriquecedor. :)

    ResponderEliminar