clique aqui e encontre um template com a sua cara - template for blogger»

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

HERÓIS EM AÇÃO: NOTURNO







       Filho de um demónio e de uma mutante, Noturno é muitas vezes confundido com uma criatura infernal. Na verdade, este X-Man é profundamente devoto a Deus e tem um coração de ouro, sendo muito acarinhado pelos seus companheiros de equipa.
 
Nome original: Nightcrawler
Primeira aparição: Giant Size X-Men nº1 (maio de 1975)
Criadores: Len Wein e Dave Cockrum
Licenciadora: Marvel Comics
Identidade civil: Kurt Wagner
Local de nascimento: Castelo do barão Christian Wagner, Baviera (Alemanha).
Base de operações: móvel
Parentes conhecidos: Azazel (pai), Mística (mãe), barão Christian Wagner (padrasto falecido), Margali Szardos (mãe adotiva),  Dentes-de-sabre (meio-irmão), Talia Wagner/Noturna (filha  de uma realidade alternativa).
Filiação: X-Men e Excalibur (membro fundador).
Poderes e habilidades: A principal habilidade mutante de Noturno é o teletransporte. Sempre que o faz, deixa atrás de si uma nuvem com um intenso cheiro a enxofre. Quanto maior for a distância percorrida, maior é o esforço dispendido. Para evitar materializar-se no interior de objetos sólidos ou em qualquer outro lugar que coloque em risco a sua integridade física, Noturno dispõe de uma perceção espacial extrassensorial, ainda que limitada.
                                    Entre as várias características invulgares da sua fisionomia mutante, destaca-se a sua cauda preênsil (que lhe permite suportar o seu próprio peso e agarrar ou lançar objetos), a visão infravermelha, a estrutura óssea flexível e os micro-discos de sucção nas mãos e nos pés (que lhe permitem aderir a quase todo o tipo de superfícies).
                                    Acrobata exímio, Noturno possui agilidade e reflexos sobre-humanos que  fazem dele também um excelente lutador corpo a corpo.
 
A estreia de Noturno ocorreu em 1975, nas páginas de Giant Size X-Men nº1.
 
Biografia: Perfilhado por uma feiticeira cigana chamada Margali Szardos, Noturno só muitos anos mais tarde descobriria a verdadeira identidade dos seus pais. Estes eram, nada mais nada menos, do que a mutante transmorfa Mística (ver Némesis: Mística) e o demónio Azazel.
                  Para evitar que o filho recém-nascido fosse linchado por uma turba enfurecida e amedrontada pelo seu aspeto demoníaco, Mística lançou-o para dentro de um poço. O que teria custado a vida ao bebé, não fosse pela intervenção de Azazel que, de seguida, o entregou aos cuidados de Margali Szardos. 
                  Kurt foi então levado para o circo onde Margali trabalhava como vidente, e lá cresceu feliz. Acarinhado por todos os membros do circo (que não eram preconceituosos em relação aos mutantes), os seus amigos mais próximos eram os filhos biológicos de Margali, Stefan e Jimaine. Aos olhos destes, Kurt era um irmão, pese embora o facto de Margali nunca o ter adotado oficialmente.
                   Muito antes de o seu poder de teletransporte se manifestar na puberdade, Kurt, em resultado da sua agilidade sobre-humana, tornou-se a principal atração do circo. O público que se extasiava com as suas assombrosas acrobacias acreditava, contudo, tratar-se de um rapaz comum fantasiado de demónio.
                  Anos depois, Arnos Jardine, um milionário texano, proprietário de um circo na Flórida, comprou o circo onde Kurt trabalhava. Jardine determinou que os melhores artistas passariam a atuar nos EUA e que Kurt passaria a integrar um circo de aberrações. No entanto, o jovem mutante foi ajudado a escapar por outro da sua espécie e partiu ao encontro de Stefan, um dos seus irmãos adotivos. O reencontro de ambos, porém, não aconteceu como Kurt esperava: Stefan enlouquecera e chacinara várias crianças num pequeno vilarejo germânico. Tentando detê-lo, Kurt acabou por, acidentalmente, quebrar o pescoço do irmão.
                  Assumindo que Kurt era um demónio e que fora ele o responsável pela morte das crianças, os aldeões tentaram linchá-lo. E estavam prestes a consegui-lo quando foram telepaticamente paralisados pelo Professor Charles Xavier, mentor dos X-Men. Depois de lhe ter salvo a vida, Xavier convidou Kurt a juntar-se à sua renovada equipa de heróis mutantes. Kurt anuiu e passou a atuar sob a identidade de Noturno, ao lado de Ciclope, Wolverine, Tempestade, entre outros.

Noturno fez parte da segunda geração de X-Men.
 
                   Julgando mortos os restantes X-Men durante uma missão fracassada em Dallas, Noturno e Lince Negra (os membros remanescentes da equipa), uniram esforços com o Capitão Britânia para expulsar um grupo de mercenários interdimensionais que ameaçavam o Reino Unido. O trio trabalhou tão bem em conjunto que, no final dessa aventura, resolveram formar um novo coletivo super-heroico crismado de  Excalibur.
                    Embora inicialmente o Capitão Britânia tenha assumido a liderança do Excalibur, vicissitudes várias ditaram que essa responsabilidade coubesse posteriormente a Noturno. Quando o grupo foi dissolvido, na sequência do casamento do Capitão Britânia, Noturno, Lince Negra e Colossus (que entretanto também se juntara ao Excalibur), reingressaram nos X-Men, não obstante a mágoa que todos partilhavam pelo facto de os seus antigos companheiros de equipa não os terem informado que a sua morte não passara, afinal, de uma encenação.

Com Lince Negra, Capitão Britânia, Fénix II e Meggan, Noturno fundou o Excalibur.

                   Durante um curto ínterim, Noturno, católico devoto, abandonou os X-Men para ingressar num seminário e assim realizar o seu sonho de ser padre. A sua ordenação, porém, nunca se concretizou e ele desistiu do sacerdócio. Regressado aos X-Men, assumiu-se como uma espécie de consciência moral da equipa, questionando muitas vezes, os seus métodos beligerantes.

Curiosidades: Dave Cockrum, cocriador de Noturno, concebeu originalmente a personagem com vista a integrá-la num grupo de super-heróis renegados chamado The Outsiders. A ideia foi rejeitada pela DC, que considerou o visual de Noturno demasiado sinistro. Quando Dave se transferiu para a arquirrival Marvel, levou consigo o conceito que, desta feita, foi prontamente aprovado.

Noturno é um acrobata exímio.
 
Noutros media: Fora dos quadradinhos, a estreia de Noturno deu-se num episódio intitulado The X-Men Adventure da série animada Spider-Man And His Amazing Friends (1981-83). Seguiu-se a sua participação, em 1989, no episódio-piloto da série de animação Pryde of the X-Men, a qual acabaria por nunca ser produzida.
                           Foi, com efeito, preciso esperar até 1992 para ver o herói mutante em pleno no pequeno ecrã em X-Men, outra série animada produzida pela Marvel e emitida pelo canal norte-americano Fox Kids.
                           Teve também papel de destaque em X-Men: Evolution (2000-2003) e aparições pontuais em Wolverine and the X-Men (2009).
                           No cinema, tornou-se conhecido junto do público em geral graças a X-Men 2 (ver texto anterior), onde foi interpretado por Alan Cumming. Dada a indisponibilidade do ator para repetir o papel no terceiro filme dos pupilos de Charles Xavier, o afastamento de Noturno foi justificado pela sua discordância relativamente aos métodos beligerantes da equipa.

Alan Cumming como Noturno em X-Men 2.