clique aqui e encontre um template com a sua cara - template for blogger»

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

GALERIA DE VILÕES: ABOMINÁVEL




      Produto da mesma radiação gama que transformou Bruce Banner no Incrível Hulk, pela sua força titânica, o Abominável é um dos raros seres à face da terra capaz de lutar de igual para igual com o Golias Esmeralda. Razão pela qual é um dos mais temidos vilões do Universo Marvel.


Nome original: Abomination
Primeira aparição: Tales to Astonish nº90 (abril de 1967)
Criadores: Stan Lee (história) e Gil Kane (arte)
Licenciadora: Marvel Comics
Identidade civil: Emil Blonsky
Local de nascimento: Zagreb, Croácia
Parentes conhecidos: Nadia Dornova Blonsky (ex-esposa)
Filiação: Aliado das Abominações e dos Esquecidos; antigo parceiro de MODOK e Rhino.
Base de operações: Móvel
Armas, poderes e habilidades: Apesar de possuir vários poderes em comum com o Hulk, por ter sido exposto a uma dose superior de radiação gama, o Abominável tem algumas dessas habilidades amplificadas, além de características próprias.

*Superforça: O Abominável consegue facilmente atingir as cem toneladas de força (equivalente ao nível máximo de força estimado do Hulk). No entanto, contrariamente ao Golias Esmeralda, a força do vilão não oscila em função das emoções, mantendo-se portanto inalterada. Outra diferença reside no porte de ambos. Os 2,5 metros de altura e os 612 quilos de peso do Abominável suplantam os 2,28m e os 471 kg do Gigante Verde.
      Fazendo-se a comparação da força bruta de ambos, constata-se que, quando o Hulk não está enfurecido, o Abominável é duas vezes mais forte do que ele. Acresce o facto de Emil Blonsky, enquanto espião do KGB, ter recebido treino militar, sendo por isso um excelente lutador;
* Irreversibilidade da transformação: Outra grande diferença passa pela incapacidade de Emil Blonsky reverter ao estado humano, por contraponto ao que sucede com Bruce Banner quando o Hulk se acalma. Mais um efeito colateral da sobredosagem de radiação gama a que o vilão foi exposto;
*Resistência física sobre-humana: Dotado de um organismo modificado e de características reptilianas, o corpo do Abominável é blindado por escamas, razão pela qual consegue resistir a temperaturas extremas e a baixos índices de oxigénio (é inclusivamente capaz de respirar debaixo de água, algo que o Hulk não consegue fazer);
*Regeneração celular espontânea: O Abominável possui um dos mais rápidos e impressionantes fatores de cura do Universo Marvel, apenas superado pelo do próprio Hulk. Ao contrário deste, o monstro pode eventualmente sofrer lesões. Quando atingido mortalmente, o Abominável mergulha num estado de animação suspensa enquanto o seu organismo se regenera;
*Intelecto: Esta é, com efeito, a maior vantagem que o Abominável possui sobre o Golias Esmeralda. Uma vez transformado na sua contraparte monstruosa, Emil Blonsky - contrariamente a Bruce Banner - preservou a sua capacidade de raciocínio.

Tales to Astonsih nº90 (antigo título conjunto do Hulk e do Príncipe Submarino) foi onde onde debutou o Abominável.

Histórico de publicação: Stan Lee escolheu o nome Abominável ("Abomination", no original) antes mesmo de idealizar a sua aparência e motivações ao constatar que nenhuma outra personagem fora ainda assim denominada. Para a sua conceção, Lee limitou-se a pedir a Gil Kane que desenhasse um vilão maior e mais forte do que Hulk, de modo a que os confrontos entre ambos fossem "divertidos".
      Em plena Guerra Fria, para alter ego da criatura Lee escolheu um espião jugoslavo ao serviço do KGB, que procurava replicar a mutação ocorrida em Bruce Banner após ter sido colhido anos antes no âmago de uma explosão nuclear.  Para isso, Emil socorreu-se de uma máquina que o amargurado cientista planeava usar para se suicidar.
      Na sua primeira aparição em Tales to Astonish nº90 (1967), o Abominável é retratado como um humanoide de grande envergadura dono de uma força duas vezes superior à do Golias Esmeralda. Satisfazendo o pedido de Stan Lee, a neófita personagem derrota o Hulk na primeira batalha entre ambos.

A aparência primitiva do Abominável.

      Desde então, o vilão tem figurado numa plêiade de títulos do Universo Marvel. Gradualmente passou de mera personificação da força bruta a mestre do crime e a alma torturada. Manteve contudo intocável o seu estatuto de um dos mais proeminentes vilões da Casa das Ideias.

Hulk versus Abominável: titãs em fúria.

Biografia: Emil Blonsky, um ex-operacional do KGB de origem jugoslava, tentou emular em si os efeitos da radiação gama. Cumprindo uma missão de espionagem encomendada pelos soviéticos, descobriu uma máquina projetada pelo cientista Bruce Banner (o Hulk) e expôs-se deliberadamente à mesma radiação que originara o Gigante Verde. Desconhecia, porém, que o aparelho em questão fora concebido pelo atormentado cientista para pôr termo à própria vida e à maldição do Hulk.
        Aparentemente, a dose de radiação recebida por Blonsky foi muito maior do que aquela que atingira Banner anos antes. Em consequência desse facto, o seu efeito sobre Blonsky assumiu caráter irreversível.
        Além disso, as alterações no corpo de Blonsky deixaram-no com características ainda menos humanas do que Banner, quando transformado no Hulk. Enquanto este conservou o seu cabelo (embora com um tom esverdeado), bem como a totalidade dos dedos das mãos e dos pés, Blonsky ficou com o corpo recoberto de escamas ultrarresistentes (inclusive onde outrora se localizava o seu couro cabeludo), tem apenas dois dedos em cada pé e as suas orelhas adquiriram o formato de guelras.
        Adotando o nome de Abominável, Blonsky afastou-se da sua esposa Nadia, temendo a sua reação ao vê-lo naquele estado.

Nas suas versões mais recentes, o Abominável ganhou um aspeto ainda mais hediondo.

       O ódio do Abominável pelo Golias Esmeralda foi aumentando com o tempo, na exata medida em que culpava Bruce Banner pela sua transformação. Acrescia a isto o facto de Banner ter conseguido, malgrado o seu infortúnio, casar-se com Betty Ross e manter as pessoas que o amavam à sua volta, ao passo que Emil Blonsky, após a sua grotesca mutação, perdeu todos os que lhe eram queridos. Fruto desse rancor, Blonsky chegou mesmo a envenenar Betty, matando-a.
    O Hulk e o Abominável já se enfrentaram vezes sem conta, em duelos titânicos que invariavelmente deixam um rasto de destruição e morte, saindo o Golias Esmeralda vencedor em algumas dessas ocasiões e o seu rival noutras.
        

A força destruidora do Abominável em ação.
 
Noutros media: Apenas em 1996 o Abominável se estreou fora dos quadradinhos, mais precisamente em alguns episódios avulsos da série de animação The Incredible Hulk.
       Assemelhando-se a um réptil gigante de aspeto escamoso, o vilão, por contraponto à sua versão da banda desenhada, era ainda mais irracional do que o Gigante Verde. Com o Gárgula e a Ogra formou os Guerreiros Gama do Líder (outro dos inimigos jurados do Hulk, também ele um subproduto da radiação gama).
       Seguiram-se participações esporádicas em outras séries do género produzidas sob a chancela da Marvel, como The Super Hero Squad Show (2009-2011), The Avengers: Earth's Mightiest Heroes (2010-2013)  e  Hulk and the agents of S.M.A.S.H. (estreada em 2013 e ainda em exibição nos EUA).
       Antes, porém, no filme de 2008 O Incrível Hulk, já o vilão se celebrizara junto do grande público.  Coube a Tim Roth interpretar o seu alter ego humano, emprestando também a voz ao Abominável, criado digitalmente. Nesta versão, Emil Blonsky é um capitão dos fuzileiros navais britânicos nascido na Rússia que oferece os seus préstimos ao Exército dos EUA para ajudar a recapturar o Hulk.
      Obecado em obter um nível de poder semelhante ao do Golias Esmeralda, Blonsky voluntaria-se para servir de cobaia num experimento científico que consiste na inoculação de um soro derivado da fórmula do supersoldado (que esteve na origem do Capitão América) combinado com radiação gama. Em resultado disso, transforma-se no infame Abominável.



Em 2008, o Abominável foi o antagonista escolhido para o Golias Esmeralda em O Incrível Hulk.