clique aqui e encontre um template com a sua cara - template for blogger»

sexta-feira, 4 de julho de 2014

GALERIA DE VILÕES: APOCALIPSE



     No Antigo Egito era adorado como um deus e autoproclama-se o primeiro mutante da História. Tem ao longo dos milénios manipulado eventos a fim de cumprir o seu desígnio de provocar uma guerra entre a sua espécie e a humanidade. Será ele o vilão de serviço no próximo filme dos X-Men.

Nome original da personagem: Apocalypse
Primeira aparição: X-Factor nº5 (julho de 1986)
Criadores: Louise Simonson (história) e Jackson Guice (arte)
Licenciadora: Marvel Comics
Identidade civil: En Sabah Nur
Local de nascimento: Akkaba (Egito)
Parentes conhecidos: Baal (pai adotivo falecido), Genocídio (filho falecido), Génesis (clone) e vários descendentes espalhados por diferentes épocas.
Afiliação: Líder e fundador do Clã Akkaba, dos Cavaleiros do Apocalipse e da Aliança do Mal.
Base de operações: Em tempos operou a partir da Face Oculta da Lua; presentemente usa a Nave Celestial como quartel-general móvel.


http://static.comicvine.com/uploads/scale_super/10/100990/2361659-1470730_1uncannyx_force2h_super.jpg
De escravo a soberano absoluto.

Armas, poderes e habilidades: Apocalipse teve todos os seus dons e habilidades mutantes amplificados após a sua exposição à Nave Celestial. A saber:

- Controlo molecular: Por via de um absoluto controlo da sua estrutura molecular, o vilão consegue alterar a sua forma. Facto que lhe permite, entre outras coisas, aumentar ou diminuir de tamanho, bem como assumir a aparência que mais lhe aprouver;
- Poder de voo: Convertendo os seus braços em asas ou jatos, Apocalipse consegue voar. Também pode recorrer à telecinesia para fazê-lo;
- Geração de energia: Capacidade que lhe permite aumentar a sua velocidade, projetar campos de força e emitir rajadas energéticas de intensidade variável;
- Força e resistência sobre-humanas: Recorrendo a fontes de energia externas, Apocalipse consegue amplificar o seu nível de força a ponto de superar o do próprio Hulk;
- Teletransporte: Habilidade de conseguir transportar-se (e também a outros) a grandes distâncias à velocidade de um pensamento;
- Imortalidade: O corpo original de Apocalipse era imortal. Mesmo antes de ser aprimorado pela biotecnologia da Nave Celestial, já havia sobrevivido à passagem de muitos séculos;
- Interface tecnológica: Capacidade de se conectar diretamente a qualquer tecnologia ao seu dispor para, de seguida, a manusear a seu bel-prazer;
- Sangue do Apocalipse: Recentemente foram descobertas propriedades únicas no seu sangue tecno-orgânico. Uma gota sua basta para reescrever o código genético de qualquer órgão ou tecido por forma a criar-lhe um novo corpo;
- Intelecto superior: À sua extraordinária genialidade, Apocalipse alia um profundo conhecimento de tecnologia muito mais avançada do que a da nossa época.

Apocalipse, a encarnação do poder.

Histórico de publicação: Enquanto escrevia os cinco primeiros números de X-Factor, Bob Layton foi plantando indícios de que a Aliança do Mal estaria a ser manobrada nos bastidores por um misterioso vilão. Layton pretendia revelar tratar-se do Coruja, um velho inimigo do Demolidor. A ideia, porém, não agradou ao editor Bob Harras, que preferia a introdução de uma nova personagem. De preferência, um antagonista com um elevado nível de poder. Um peso-pesado capaz, portanto, de defrontar sozinho toda a equipa composta pelos X-Men originais.
    Em consequência disso, Layton foi afastado da série, dando lugar a Louise Simonson. Esta idealizou então um novo e formidável némesis para o X-Factor, pedindo de seguida a Jackson Guice que o desenhasse. E foi assim que, na última página de X-Factor nº5, Apocalipse foi apresentado como o sinistro patrono da Aliança do Mal.

Apocalipse surgiu pela primeira vez em X-Factor nº5 (1986). Era ele o mentor da Aliança do Mal.

     Apesar de a personagem se ter estreado em 1986, ela foi introduzida retroativamente na cronologia da Marvel. Assim, a identidade do benfeitor anónimo do Monólito Vivo na história publicada em Marvel Graphic Novel nº17 (1985) seria posteriormente revelada como sendo Apocalipse sob disfarce. Por outro lado, em X-Men Classic nº25 foram descritos alguns pormenores do passado do vilão, entre os quais o facto de ter travado conhecimento com o terrorista etíope Moses Magnum, a quem concedeu um superpoder.
    Durante o período em que escreveu Cable, o argumentista Robert Weinberg planeou produzir uma história na qual seria revelado que Apocalipse era, na verdade, irmão de Scott e Alex Summers (respetivamente, Ciclope e Destrutor). A história acabaria, no entanto, por nunca ser finalizada uma vez que Weinberg abandonou entretanto o título do herói mutante vindo do futuro.
    Quase uma década decorrida sobre a sua criação, em 1994 Apocalipse teria a sua origem, local de nascimento e nome verdadeiro revelados nas páginas de X-Force nº37. De origem árabe, En Sabah Nur supostamente significaria "O Primeiro", numa alusão ao facto de se tratar do primeiro indivíduo portador do gene X, nascido cinco mil anos atrás. Singularidade que faria dele o primeiro Homo superior da História.
    Estamos, contudo, em presença da  tradução errónea de uma expressão árabe que, na realidade, significa algo semelhante a "bom dia". Para assumir o significado que lhe foi atribuído, a grafia correta do nome da personagem deveria ser Sabah an-Nur (que pode igualmente ser traduzido como "As Sete Luzes").
    A personagem atingiu o seu zénite de popularidade em 1995, graças ao enorme êxito da saga Age of Apocalipse (A Era de Apocalipse). Nela é apresentada um linha temporal alternativa na qual o vilão conquistou grande parte do nosso planeta e governa quase sem oposição.
     De referir ainda que, sabe-se hoje, En Sabah Nur é o oitavo indivíduo a assumir o manto do Apocalipse.

http://img2.wikia.nocookie.net/__cb20060628215853/marveldatabase/images/thumb/0/0e/Age_of_Apocalypse_The_Chosen_Vol_1_1.jpg/300px-Age_of_Apocalypse_The_Chosen_Vol_1_1.jpg
A consagração de Apocalipse como um dos mais emblemáticos vilões do Universo Marvel ocorreu na saga Age of Apocalipse, publicada nos EUA no biénio 1995/96.


Biografia: Nasceu há cerca de cinco mil anos, na cidade egípcia de Akkaba (localizada perto do Vale dos Reis), a criatura que o mundo conheceria como Apocalipse. Portador do gene X, o bebé exibia uma pele cinzenta e umas bizarras linhas azuis que lhe contornavam a boca e as faces. Feio e deformado, foi abandonado para morrer no deserto pela sua tribo, que viu nele uma abominação.
   O recém-nascido seria, no entanto, salvo por um bando de salteadores nómadas conhecidos como Sandstormers e que, pouco antes, haviam chacinado os habitantes de Akkaba. Reconhecendo o potencial de poder do infante, o seu líder, Baal, resolveu poupar-lhe a vida e perfilhá-lo. Também lhe deu o nome de En Sabah Nur ("O Primeiro").
    Criado no seio de uma cultura onde prevalecia o primado da sobrevivência do mais forte, à medida que ia crescendo, En Sabah Nur ia suplantando em força e inteligência os restantes elementos do clã. Por este motivo, à parte Baal, todos os seus companheiros o odiavam e temiam. Nur não compreendia porque isso acontecia, mas era inabalável na sua crença de que somente os mais fortes, inteligentes e impiedosos seriam dignos de viver.
    À época, o Egito era governado pelo Faraó Rama-Tut, um deus aos olhos dos seus súbditos. Tratava-se, na verdade, de um viajante do tempo proveniente de um futuro longínquo. Muitos séculos depois, ficaria conhecido como Kang, o Conquistador.
   Ciente do que En Sabah Nur estava destinado a tornar-se e da sua localização, Rama-Tut ordenou ao seu exército, comandado pelo general Ozymandias, que exterminasse os Sandstormers  e capturasse o jovem Apocalipse. Feridos durante a refrega, Nur e Baal buscaram refúgio no interior de uma caverna, cuja entrada ficou bloqueada por uma rocha. Depois de uma semana sem água nem comida, os dois encontraram a nave de Rama-Tut oculta numa tumba subterrânea.
   Antes de sucumbir por inanição, Baal contou ao seu pupilo acreditar que, de acordo com as antigas profecias, ele estaria destinado a derrubar Rama-Tut e a tornar-se rei do Egito. Nur, que sobrevivera graças à sua fisiologia mutante, jurou vingar-se de Rama-Tut e reclamar o trono que lhe estaria predestinado.
    Quatro semanas volvidas, Nur conseguiu enfim regressar à superfície e tornou-se escravo na cidadela do Faraó. Durante esse período teve uma visão de Anúbis (o deus da morte egípcio) que lhe ordenou que se tornasse um conquistador.


En Sabah Nur antes de atender pelo nome de Apocalipse.


   Conservando o seu rosto desfigurado sempre oculto, Nur atraiu a atenção da irmã do general Ozymandias, Nephri. No entanto, quando lhe revelou a sua aparência, a jovem rejeitou-o e foi procurar proteção junto do irmão.
   De coração destroçado por mais esta rejeição, a fúria de Nur desencadeou a manifestação das suas habilidades meta-humanas.  Sabendo estar em presença de um dos seres mais poderosos da História, Rama-Tut propôs a Nur torná-lo seu herdeiro, em troca da sua lealdade. Nur recusou e, quando o Faraó o mandou mandar, desbaratou o seu exército.
   Na sequência da fuga atabalhoada de Rama-Tut para o futuro, Nur adotou o nome de Apocalipse e assumiu o trono egípcio. A exemplo do seu predecessor, passou a ser adorado como um deus pelos seus súbditos.
    Enquanto o Egito vivenciava uma nova e gloriosa era sob o seu domínio, Apocalipse urdia a sua trama com vista à conquista mundial. Para tal, ao longo dos séculos seguintes, viajou pelos quatro cantos da Terra. Jornada ao longo da qual conseguiu convencer diversas civilizações da sua origem divina. Depois de já ter gerado descendência (o Clã Akkaba, a quem concedeu uma fração do seu poder), em meados do século XV criou os seus primeiros Quatro Cavaleiros do Apocalipse. No futuro, dois X-Men (Arcanjo e Wolverine) fariam parte deles. Outra das suas criações, na Inglaterra vitoriana, foi o arqui-inimigo dos pupilos de Xavier conhecido como Senhor Sinistro.
   Numa linha temporal alternativa (premissa de A Era de Apocalipse) o vilão foi bem-sucedido nos seus intentos, conquistando a América do Norte no século XX. O que só foi possível devido ao facto de, nessa realidade paralela, Charles Xavier ter sido assassinado pelo próprio filho (o mutante Legião) antes de formar os X-Men.
   Fora dela, os seus planos - particularmente o que visa provocar uma guerra em grande escala entre humanos e mutantes - têm sido repetidas vezes frustrados pela ação dos Filhos do Átomo. Em algumas dessas ocasiões, Apocalipse tem morrido, apenas para ressuscitar algum tempo depois.

Apocalipse enfrenta os X-Men em mais uma batalha.

    Recentemente, o vilão foi uma vez mais trazido à vida pelo Clã Akkaba, embora desta feita no corpo de um rapazinho. Nesta sua nova forma, Apocalipse parece destituído de quaisquer memórias do seu passado e da sua verdadeira natureza. Enquanto a Nave Celestial e alguns dos seus servos o procuram doutrinar, os Quatro Cavaleiros do Apocalipse foram reativados para proteger esta versão juvenil de um dos mais tenebrosos vilões de todos os tempos.
    
http://static.comicvine.com/uploads/scale_medium/4/40015/1440157-picture_4.png
Apocalipse em versão infantil.
       
Noutros media: Ocupando a 24ª posição no Top 100 dos Melhores Vilões de Todos Os Tempos do site IGN e um notável 3º lugar  em idêntica lista no site Marvel.com, por via da sua participação em várias séries de animação da Marvel (X-Men, X-Men: Evolution e Wolverine and the X-Men), Apocalipse já granjeou considerável popularidade fora dos quadradinhos. A qual será decerto reforçada quando, em 2016, assumir as funções de antagonista principal dos X-Men no próximo capítulo da saga cinematográfica da equipa de heróis mutantes. É, de resto, ele quem surge, a construir telecineticamente uma pirâmide em pleno ar sob o olhar atento dos seus Quatro Cavaleiros do Apocalipse e sendo aclamado por um turba extasiada, na cena pós-créditos finais do recente X-Men: Dias de um Futuro Esquecido. Caberá ao ator canadiano Brendan Pedder dar-lhe vida no grande ecrã. 
       
http://images.kdramastars.com/data/images/full/56232/apocalypse-and-four-horsemen.jpg
En Sabah Nur e os Quatro Cavaleiros do Apocalipse em X-Men: Dias de um Futuro Esquecido.